7º ENCONTRO DE FILARMÔNICAS EM ESTÂNCIA

POMBO SEM ASA- WASHINGTON NASCIMENTO -02/09/2011

Segundona empolgante

Aê, tudo bem? Mais uma vez o campeonato sergipano da segunda divisão empolga os torcedores e todos aqueles que passam a acompanhá-lo mais de perto. As rodadas vão se sucedendo e a emoção vai tomando conta. Vitórias que já garantiram possibilidade de classificação não passam de resultados que apenas mostram que nada está definido. Quem hoje está no topo, pode estar literalmente correndo atrás na rodada seguinte.

Veja o caso do Lagarto que montou um time forte, trouxe uma forte comissão técnica comandada pelo grande Nadélio Rocha e num piscar de olhos, teve de correr atrás do desacreditado Riachuelo, que saiu na frente do placar no jogo entre ambos. Prá não ficar tão feio na fita, o time de Nadélio Rocha teve que suar para conseguir empatar a partida.
Segundona é assim. Até agora o Neópolis está disparado na frente de um grupo em que despontam, no chamado pau-a-pau, Laranjeiras e Gloriense; os melhores do B. Mas nada garante que o time de Rivaldo Pimenta se mantenha nessa boa pegada. É que o Laranjeiras está bem montado e pode devolver o resultado adverso da ultima partida em que foi derrotado no Velho Chico.

No grupo A com a pisada na bola do Lagarto, o Sete de Junho desgarrou e colocou dois pontos de vantagem. Um time muito bom e bem armado pelo técnico Luiz Pondé esse Sete. Não pode dar espaço para uma equipe que tem Eliomar, Nivaldo e Shalon na sua linha de frente. Até agora o Boca Junior vem correndo por fora, mas com os mesmos quatro pontos do Alviverde. De repente o Boca engrena e vai dificultar e muito a vida dos dois considerados possíveis adversários de dois dos três favoritos do grupo B.

A dança dos técnicos está a todo vapor. Já balançaram e pegaram o boné e se foram Djalma Santos do Aquidabã e Ailton Rocha, do Neópolis. O primeiro devido às duas derrotas sofrida nos dois jogos que disputou. O segundo que era a grande estrela do certame, bem coadjuvado pelo Nadélio Rocha do Lagarto e Luiz Pondé do Sete, foi dispensado por telefone, numa atitude impensada e arbitrária do diretor de futebol Célio França.

Sábado próximo teremos jogos deveras empolgantes. Em Estância, no reformado Francão, o Boca Junior recebe o Lagarto. Ambos precisam da vitória, sob pena de verem o Sete de Junho se consolidar como líder do grupo, caso venha a vencer o clássico que fará contra o Amadense, seu adversário a nível estadual e local, na cidade de Tobias Barreto. Dois jogos que merecem a presença de bom público. Público aliás que vem mostrando que prefere a segundona que a divisão especial, como podemos constatar com os números até agora apresentados em termos de renda e público nas partidas realizadas.

Pena que alguns desavisados fiquem a reclamar, analisando que os jogos são ruins, esquecendo que estamos falando de série A2, segunda divisão do futebol sergipano, em nada devendo ser comparado aos clássicos das séries A e B do campeonato brasileiro. Cada um na sua. É assim que deve ser. Té mais vê.

Retornar ao Índice Retornar ao Índice
[ Retornar à Colunistas | Retornar ao Índice | Versão para impressão]

ENQUETE

Qual a sua avaliação sobre o primeiro ano da gestão do prefeito Gilson Andrade de Estância
Boa 0%
Nenhuma das Alternativas 0%
Ótima 0%
Péssima 50 % 50%
Regular 50 % 50%
Ruim 0%

USUÁRIOS ONLINE

33 visitantes online (1 na seção: Seções)

Usuários: 0
Visitantes: 33

mais...