7º ENCONTRO DE FILARMÔNICAS EM ESTÂNCIA

Manchete : COMISSÃO DO IMPEACHMENT VOLTA A OUVIR DEFESA DA PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF
enviou em 03/05/2016 10:40:00 ( 270 leituras )
Manchete

Se aprovada a admissibilidade do processo, a presidenta da República será notificada e imediatamente afastada do cargo por 180 dias.

A defesa volta a se manfestar nesta terça-feira (3) na comissão do Senado que examina o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Foram indicados para falar nesta terça-feira o professor de direito processual penal da Universidade Federal do Rio de Janeiro Geraldo Prado, o diretor da Faculdade de Direito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Ricardo Lodi Ribeiro, além de Marcelo Lavenère, ex-presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil.



De acordo com o calendário definido pela comissão, depois dessas manifestações, o relator do processo de impeachment, Antônio Anastasia (PSDB-MG), vai apresentar o parecer, e o texto deverá ser discutido no dia 4, de modo que haja tempo hábil para eventuais pedidos de vista nas 24 horas seguintes. No dia 5, a defesa da presidenta terá mais uma oportunidade de falar na comissão.

No dia 6, o relatório deve ser votado pelo colegiado que, para aprovar, precisa de maioria simples entre os 21 integrantes da comissão. Feito isso, haverá mais um intervalo, de 48 horas úteis, para que, no dia 11 de maio, a votação final sobre a admissibilidade ocorra em plenário.

Se aprovada a admissibilidade do processo, a presidenta da República será notificada e imediatamente afastada do cargo por 180 dias. Se rejeitada a admissibilidade, o processo será arquivado.

Ontem (2), falaram os indicados pela oposição - o procurador do Ministério Público no Tribunal de Contas da União, Júlio Marcelo de Oliveira, que identificou o atraso no repasse de recursos a bancos públicos para o pagamento de benefícios sociais, as chamadas pedaladas fiscais. Também falaram a favor do impedimento da presidenta Dilma Rousseff o advogado Fábio Medina Osório, presidente do Instituto Internacional de Estudos de Direito do Estado, e o professor do Departamento de Direito Econômico-Financeiro e Tributário da Universidade de São Paulo Maurício Conti. A sessão durou cerca de dez horas.


Por: Agência Brasil

Classificação: 0.00 (0 votos) - Classifique esta notícia -


Outros Artigos
17/06/2018 19:10:00 - SANTA LUZIA DO ITANHI VIVEU MOMENTOS DE ALEGRIAS NA NOITE DESTE SÁBADO, 16
17/06/2018 17:00:00 - Brasil larga na frente, mas empata com a Suíça em estreia na Copa
16/06/2018 12:50:00 - Estância resgata festival regional de Quadrilhas Juninas
16/06/2018 12:50:00 - RENATA SANTOS FONSECA É A RAINHA MIRIM 2018 DE SANTA LUZIA DO ITANHI
16/06/2018 12:30:00 - Barracas de fogos explodem na praça de eventos de Monte Alegre
16/06/2018 12:30:00 - Governo acionará justiça para liberação do Finisa
15/06/2018 10:00:00 - Dia Mundial do Doador de Sangue: saiba quem pode doar, o que é exigido e se a doação vale folga no trabalho
15/06/2018 10:00:00 - Espanha tenta superar crise em clássico contra Portugal de CR7
15/06/2018 09:50:00 - Morador de rua morre afogado em rio de Estância
15/06/2018 09:50:00 - Comidas típicas ganham espaço especial em padarias



Marcar este artigo como favorito neste site

                   

 
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

ENQUETE

Qual a sua avaliação sobre o primeiro ano da gestão do prefeito Gilson Andrade de Estância
Boa 0%
Nenhuma das Alternativas 0%
Ótima 0%
Péssima 50 % 50%
Regular 50 % 50%
Ruim 0%

USUÁRIOS ONLINE

26 visitantes online (23 na seção: Notícias)

Usuários: 0
Visitantes: 26

mais...