7º ENCONTRO DE FILARMÔNICAS EM ESTÂNCIA

Manchete : COMISSÃO DO IMPEACHMENT VOLTA A OUVIR DEFESA DA PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF
enviou em 03/05/2016 10:40:00 ( 316 leituras )
Manchete

Se aprovada a admissibilidade do processo, a presidenta da República será notificada e imediatamente afastada do cargo por 180 dias.

A defesa volta a se manfestar nesta terça-feira (3) na comissão do Senado que examina o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Foram indicados para falar nesta terça-feira o professor de direito processual penal da Universidade Federal do Rio de Janeiro Geraldo Prado, o diretor da Faculdade de Direito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Ricardo Lodi Ribeiro, além de Marcelo Lavenère, ex-presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil.



De acordo com o calendário definido pela comissão, depois dessas manifestações, o relator do processo de impeachment, Antônio Anastasia (PSDB-MG), vai apresentar o parecer, e o texto deverá ser discutido no dia 4, de modo que haja tempo hábil para eventuais pedidos de vista nas 24 horas seguintes. No dia 5, a defesa da presidenta terá mais uma oportunidade de falar na comissão.

No dia 6, o relatório deve ser votado pelo colegiado que, para aprovar, precisa de maioria simples entre os 21 integrantes da comissão. Feito isso, haverá mais um intervalo, de 48 horas úteis, para que, no dia 11 de maio, a votação final sobre a admissibilidade ocorra em plenário.

Se aprovada a admissibilidade do processo, a presidenta da República será notificada e imediatamente afastada do cargo por 180 dias. Se rejeitada a admissibilidade, o processo será arquivado.

Ontem (2), falaram os indicados pela oposição - o procurador do Ministério Público no Tribunal de Contas da União, Júlio Marcelo de Oliveira, que identificou o atraso no repasse de recursos a bancos públicos para o pagamento de benefícios sociais, as chamadas pedaladas fiscais. Também falaram a favor do impedimento da presidenta Dilma Rousseff o advogado Fábio Medina Osório, presidente do Instituto Internacional de Estudos de Direito do Estado, e o professor do Departamento de Direito Econômico-Financeiro e Tributário da Universidade de São Paulo Maurício Conti. A sessão durou cerca de dez horas.


Por: Agência Brasil

Classificação: 0.00 (0 votos) - Classifique esta notícia -


Outros Artigos
16/08/2018 11:40:00 - Empresário é executado a tiros em São Cristóvão
16/08/2018 11:30:00 - Etiópia registra mais de 1 milhão de deslocados por violência étnica
16/08/2018 11:30:00 - Rogério Carvalho: “Eu vou ser o candidato. Eu sou elegível. Não tem impedimento”
16/08/2018 11:20:00 - Brasil tem 27,6 milhões de trabalhadores mal aproveitados
16/08/2018 11:20:00 - Corinthians, Fla e Cruzeiro estão nas semifinais da Copa do Brasil
16/08/2018 11:10:00 - SSP Inicia A Instalação De 34 Novas Câmeras De Segurança
16/08/2018 11:10:00 - Sesc Mais Lazer Propõe Valorização Do Patrimônio Cultural
16/08/2018 11:10:00 - Preso acusado de aplicar golpes em locadoras de veículos
16/08/2018 11:10:00 - Por que ainda não sabemos tudo o que gostaríamos sobre a enxaqueca
16/08/2018 10:30:00 - 488 NOMES PEDEM REGISTRO DE CANDIDATURA NO TRE PARA DISPUTAR PLEITO



Marcar este artigo como favorito neste site

                   

 
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

ENQUETE

O QUE VOCÊ ACHA DO PREFEITO DE ESTÂNCIA ALUGAR IMÓVEL A PARTICULARES E DEIXAR OS PRÉDIOS PÚBLICOS ABANDONADOS
BOM 0%
PÉSSIMO 57 % 57%
RUIM 42 % 42%

USUÁRIOS ONLINE

32 visitantes online (30 na seção: Notícias)

Usuários: 0
Visitantes: 32

mais...