7º ENCONTRO DE FILARMÔNICAS EM ESTÂNCIA

Manchete : PMDB AFASTA DEPUTADOS FAVORÁVEIS À DENÚNCIA CONTRA TEMER
enviou em 11/08/2017 09:30:00 ( 74 leituras )
Manchete

O PMDB informou nesta quinta-feira as punições aos seis deputados federais do partido que votaram a favor da denúncia por corrupção passiva contra o presidente Michel Temer (PMDB) na Câmara dos Deputados, na semana passada.

Segundo nota divulgada pela legenda presidida pelo senador Romero Jucá (RR), a Executiva peemedebista decidiu suspender por 60 dias as funções partidárias dos deputados Vitor Valim (CE), Jarbas Vasconcelos (PE), Celso Pansera (RJ), Laura Carneiro (RJ), Sérgio Zveiter (RJ) e Veneziano Vital do Rêgo (PB).

“Esta decisão foi tomada por descumprimento dos parlamentares ao fechamento de questão sobre o assunto em reunião realizada no dia 12 de julho, em Brasília. O ato de suspensão já foi comunicado a todos os filiados e ao Conselho de Ética do partido”, afirma.

Quando “fecham questão” em votações no Congresso, como fez o PMDB contra a denúncia, os partidos pretendem que toda a bancada siga a orientação de voto e sinalizam que retaliarão parlamentares que a desrespeitarem.

Zveiter, um dos deputados punidos, foi o relator da acusação contra Michel Temer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. Ele apresentou relatório favorável ao prosseguimento da denúncia ao Supremo Tribunal Federal (STF) e foi derrotado no colegiado, que aprovou parecer contrário à aceitação da acusação pela Câmara, apresentado pelo deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG).

No plenário da Casa, a denúncia por corrupção apresentada pela Procuradoria-Geral da República com base nas delações premiadas da JBS foi derrubada por 263 votos a 227. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deve apresentar mais uma acusação contra o peemedebista, desta vez por obstrução à Justiça, que passará pelo mesmo trâmite na Câmara dos Deputados, passando primeiro pela CCJ e depois pelo plenário.

Por meio de nota, Sérgio Zveiter classifica a decisão do PMDB como “ridícula e covarde”. “Ridícula pois um partido que usa o expediente inescrupuloso de distribuição de emendas parlamentares, cargos e de ameaças de punição ao direito democrático do parlamentar votar não tem autoridade moral de punir quem quer que seja. Covarde pois ameaçou expulsar e agora vem com essa suspensão. Como não tenho cargos no governo, não sou de frequentar o Palácio de pires na mão e não tenho cargo na liderança no PMDB da Câmara, tal suspensão em nada me afetará”, ataca o deputado.


VEJA.com

Classificação: 0.00 (0 votos) - Classifique esta notícia -


Outros Artigos
15/12/2017 19:10:00 - DIONÍSIO: “NA VERDADE NUNCA FUI DA BASE DE GILSON ANDRADE E NEM ELES ME TRATARAM COMO SENDO DA BASE”
15/12/2017 10:30:00 - Homem se entrega a polícia após matar a própria mãe a facadas
15/12/2017 10:30:00 - Detran/SE inaugura ponto de atendimento em Simão Dias
15/12/2017 10:30:00 - É o Tchan, Mambolada e Rojão animam Natal Beach
15/12/2017 10:30:00 - Alta taxa de açúcar na gravidez aumenta risco de doença cardíaca em bebês, diz estudo
15/12/2017 10:30:00 - Segurança em Jerusalém é reforçada devido a novos protestos palestinos
15/12/2017 10:30:00 - Agências têm até hoje para se credenciar para receber turistas chineses
15/12/2017 08:50:00 - REFORMA DA PREVIDÊNCIA ESTARÁ PRONTA PARA SER VOTADA DIA 19 DE FEVEREIRO, DIZ MAIA
15/12/2017 08:40:00 - MULHERES SÃO PRESAS COM 168 PEDRAS DE CRACK E MACONHA
14/12/2017 17:40:00 - COLÔNIA DE PESCADORES Z3 SERÁ INAUGURADA DIA 19



Marcar este artigo como favorito neste site

                   

 
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

ENQUETE

De 1 à 5, que nota você daria à capinação das ruas de Estância.
Nenhuma 7 % 7%
Nota 1 28 % 28%
Nota 5 64 % 64%

USUÁRIOS ONLINE

39 visitantes online (34 na seção: Notícias)

Usuários: 0
Visitantes: 39

mais...