7º ENCONTRO DE FILARMÔNICAS EM ESTÂNCIA

Opinião : A “GESTÃO NOVA ESTÂNCIA” E A TRANSPARÊNCIA! Por Dominguinhos Machado
enviou em 18/09/2017 10:40:00 ( 245 leituras )
Opinião

Já se foi o tempo em que o gestor, especialmente o prefeito, governava sem ouvir o conjunto da população, como também sem se pautar pelo regramento constitucional em vigor. Nesse aspecto, o país mudou para melhor.É óbvio que ainda existem resquícios e vícios de uma prática política e administrativa da época da Velha República (1889-1930), tempo recheado de autoritarismo e mandonismo local regado cotidianamente por farta violência, inclusive institucional.

A Carta Magna brasileira de 05 de outubro de 1988 está repleta de garantias, objetivando o exercício pleno da cidadania, tendo em vista isso o gestor público que minimamente não estiver antenado com as normas, de longe destoará do sentimento popular.

Não tem mais razão de ser a máxima: “aos amigos tudo e aos inimigos a lei”, o que até um passado recente servia para favorecer alguns e perseguir outros. Atualmente a sociedade clama pelo cumprimento da legislação.

Nessa toada, o Art. 37 da CF estabelece que “a administração pública direta e indireta de qualquer dos poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência, dentre outros”.

Os princípios acima elencados são básicos e fundamentais para qualquer gestão nesse país. Sem o cumprimento adequado, o erário e o interesse público correm perigo, fator que não é bom para a consolidação da democracia.

Pois bem, é profundamente lamentável e sem justificativa plausível que a administração “Nova Estância” tenha assumido o município em 1º lugar no estado no item transparência (publicidade) e que tenha deixado regredir para a 17ª posição, algo de fundamental importância para a cidadania.

Isso representa um retrocesso retumbante e uma afronta ao mandamento constitucional vigente. Só quem tem o que esconder teme a transparência. O restante é cortina de fumaça mal cheirosa, visando turvar o ambiente sadio do acesso à informação pela municipalidade.

Todavia, a população tem ciência que para o aprofundamento da democracia, a informação qualificada é fundamental. Sem ela não se tem como acompanhar as ações de caráter administrativo e financeiro da cidade.

Portanto, há um enorme descompasso entre o modus operandi do prefeito Gilson Andrade (PTC), o princípio constitucional da transparência e o sentimento atual da sociedade. Detalhe: o poder temporário que ele exerce emana do povo estanciano.


José Domingos Machado Soares (Dominguinhos)
Professor da rede estadual e presidente do PT de Estância.

Classificação: 0.00 (0 votos) - Classifique esta notícia -


Outros Artigos
18/09/2018 09:00:00 - PM APRESENTA PLANEJAMENTO OPERACIONAL PARA ELEIÇÕES 2018
18/09/2018 08:40:00 - FERMANDO HADDAD DIZ QUE NÃO VAI CONCEDER INDULTO A LULA
18/09/2018 08:30:00 - PETRÓLEO: LITORAL DE SERGIPE É ALVO DE PROJETO
18/09/2018 08:30:00 - EM SERGIPE, MP ELEITORAL BARRA 75 CANDIDATOS E UM PARTIDO
17/09/2018 10:10:00 - Jovem de 24 anos morre afogado em Umbaúba
17/09/2018 10:00:00 - 12ª Primavera dos Museus começa nesta segunda-feira, 17
17/09/2018 09:30:00 - Resumo da rodada: Clássicos ficam no 0 a 0, e São Paulo dorme líder
17/09/2018 09:30:00 - Bloqueio de celulares deve atingir mais de 800 mil aparelhos piratas
17/09/2018 09:20:00 - Pesquisa Mostra Empate Técnico Para Governo Do Estado
17/09/2018 09:20:00 - MPT COMEMORA 25 ANOS DE ATUAÇÃO NO ESTADO DE SERGIPE



Marcar este artigo como favorito neste site

                   

 
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

ENQUETE

Nessas próximas eleições estaduais, dos candidatos por Estância, quem será mais votado em Estância?
Adriana Leite
Carlos Magno
Diogo
Jonas do Caldo de Cana
Márcio Souza
Pastor Moacir
Paulo André
Titó
Valdevan 90
Zeca das Redes

USUÁRIOS ONLINE

26 visitantes online (24 na seção: Notícias)

Usuários: 0
Visitantes: 26

mais...