7º ENCONTRO DE FILARMÔNICAS EM ESTÂNCIA

Artigos : EDITORIAL: Matança no trânsito
enviou em 22/01/2018 11:10:00 ( 105 leituras )
Artigos

Só nas rodovias federais foram registrados 89.318 acidentes graves, resultando na morte de 6.244 pessoas e 83.978 feridos.

O brasileiro não aprende. A falta de atenção dos motoristas brasileiros foi a principal causa dos acidentes de trânsito ocorridos ao longo do ano passado, segundo o balanço divulgado ontem pela Polícia Rodoviária Federal. Só nas rodovias federais foram registrados 89.318 acidentes graves, resultando na morte de 6.244 pessoas e 83.978 feridos. Um número elevado de vítimas do descaso no trânsito do dia a dia. É lamentável!


Os números de mortos e feridos são menores que os de 2016, quando 6.419 pessoas morreram e 87 mil ficaram feridas em 96.590 acidentes nas rodovias federais – uma redução de 7,5% no total de acidentes; de 2,7% no número de óbitos; e de 3,5% na quantidade de feridos.

A PRF divulgou que a “presumível” falta de atenção dos motoristas causou 34.406 acidentes, que resultaram na morte de 1.844 pessoas. A condução em velocidade acima do permitido foi a causa de 10.420 acidentes, que mataram 1.007 pessoas e deixaram 9.658 feridos. Em seguida está a ingestão de álcool antes de dirigir, constatada em 6.441 acidentes que resultaram em 455 mortos e 6.023 feridos.

Uma prova da dispersão dos brasileiros ao volante é o fato de o tipo de acidente mais frequente no ano passado foi a colisão traseira, responsável por 18% das ocorrências. Em seguida está a saída de pista dos veículos (17,5%). Apesar disso, o tipo de acidente que mais resultou em mortes foi a colisão frontal, em que morreram 1.904 pessoas.

Com 12.702 acidentes, Minas Gerais lidera o ranking das unidades da federação com maior número de ocorrências. Em seguida, está o Paraná (10.645); Santa Catarina (10.643); Rio Grande do Sul (6.383); e Rio de Janeiro (5.945). Minas também encabeça a relação das unidades com mais mortes por acidentes de trânsito em rodovias federais, com 869 óbitos (35 a mais que em 2016). No Paraná houve 613 vítimas fatais. Na Bahia, 594; no Rio Grande do Sul, 391; em Santa Catarina, 380; e em Pernambuco, 343.

Segundo a Polícia Rodoviária, a diminuição do número de acidentes, mortos e feridos em um ano em que a frota nacional aumentou em quase três milhões de veículos é resultado das campanhas de educação para tentar sensibilizar motoristas e passageiros quanto aos cuidados no trânsito e também do trabalho de fiscalização – intensificadas em feriados prolongados, períodos de férias e festas de final de ano.

Durante ações de fiscalização nas estradas federais foram emitidos 5.853.185 autos de infração, um número 4,8% superior ao de 2016. No total, foram fiscalizados 6.676.442 veículos e mais de sete milhões de pessoas.

A conduta que resultou no maior número de infrações nas rodovias federais foi o excesso de velocidade em até 20%, o que representa um total de 2.329.261 autos de infração. A PRF considera o resultado muito alto, mas destaca que ele representa uma redução de 12,5% em comparação aos atos de infração emitidos pela mesma causa durante o ano de 2016.

Na sequência de infrações mais comuns vem trafegar com o farol baixo desligado durante o dia (905.620 infrações); dirigir em velocidade de 20% a 50% acima do permitido (499.562); fazer ultrapassagens em locais com faixa contínua (224.479); e motorista flagrado dirigindo sem o cinto de segurança (143.913).

As ações de fiscalização da PRF nas rodovias federais também resultaram na apreensão de quase 400 toneladas de maconha; 1,5 tonelada de crack e 10 toneladas de cocaína, além de 9,5 milhões de pacotes de cigarros contrabandeados; 2.089 armas de fogo; 189.632 munições; e 50.953 metros cúbicos de madeira irregular.


Por: JornaldaCidade.Net

Classificação: 0.00 (0 votos) - Classifique esta notícia -


Outros Artigos
19/06/2018 11:20:00 - Ferrugem vai lançar novo DVD em Aracaju
19/06/2018 11:20:00 - Aval de Messi, idolatria no Boca e multa de R$ 136 mi: Pavón, a salvação da Argentina
19/06/2018 11:00:00 - Para que serve o chá de hortelã?
19/06/2018 11:00:00 - Albano Franco declara dois votos: André Moura e Laércio Oliveira
19/06/2018 10:50:00 - Xodó da Vila se sagra campeã da Rua de São João
19/06/2018 10:50:00 - Bandidos capotam carro roubado em Itaporanga
19/06/2018 10:50:00 - Samu recebe mais de mil trotes em apenas uma semana
19/06/2018 10:50:00 - Petrobras inicia fase da venda de campos terrestres
19/06/2018 10:50:00 - Tempestade inunda cidade-sede da Copa do Mundo na Rússia
19/06/2018 10:40:00 - CELSE recebe as primeiras turbinas a gás 7HA da GE



Marcar este artigo como favorito neste site

                   

 
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

ENQUETE

Qual a sua avaliação sobre o primeiro ano da gestão do prefeito Gilson Andrade de Estância
Boa 0%
Nenhuma das Alternativas 0%
Ótima 0%
Péssima 50 % 50%
Regular 50 % 50%
Ruim 0%

USUÁRIOS ONLINE

48 visitantes online (44 na seção: Notícias)

Usuários: 0
Visitantes: 48

mais...