7º ENCONTRO DE FILARMÔNICAS EM ESTÂNCIA

Internacionais : Bombardeios perto de Damasco deixam 15 mortos e 60 feridos
enviou em 07/02/2018 10:10:00 ( 27 leituras )
Internacionais

*Da Agência EFE
Pelo menos 15 pessoas morreram e outras 60 ficaram feridas nesta quarta-feira (7) em bombardeios de aviões não identificados na região de Ghouta Oriental, principal bastião opositor dos arredores de Damasco, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos. A informação é da Agência EFE.


Oito dos mortos foram vítimas de ataques aéreos na cidade de Hamuriya, onde também há 15 feridos, alguns deles em estado grave.

Outras quatro pessoas morreram em bombardeios similares em Beit Saua e outras três, em Duma, a maior cidade de Ghouta Oriental.

A fonte acrescentou que também houve ataques aéreos em Zamalka, Arbin, Al Nashabia e Harasta.

A organização não governamental (ONG)não descartou que o número de mortos aumente, uma vez que há mais de 60 feridos, alguns deles em estado grave.

A Defesa Civil Síria, que efetua trabalhos de resgate em zonas fora do controle do governo, publicou no Twitter várias fotos das vítimas em Hamuriya e dos danos em edifícios.

Em uma delas é possível uma criança com a cara cheia de poeira e sangue no rosto e em uma mão, enquanto jaz tombado em meio aos escombros.

Os também chamados "capacetes brancos" confirmaram a morte de oito civis em Hamuriya e destacaram que o bombardeio nesta área ocasionou a derrubada de um imóvel com seus moradores dentro, onde os seus voluntários conseguiram resgatar oito pessoas.

Ontem, pelo menos 80 pessoas, entre elas 19 menores e 20 mulheres, morreram em bombardeios em Ghouta Oriental, sitiada pelas forças leais ao governo de Damasco, de acordo com a última contagem do Observatório.

A ONU fez ontem um apelo para que haja uma pausa humanitária de pelo menos um mês no conflito na Síria para atender centenas de milhares de pessoas presas em áreas cercadas ou de difícil acesso, e para evacuar feridos e doentes.

Segundo o organismo internacional, em Ghouta Oriental residem cerca de 400 mil pessoas presas há três anos pelo cerco.

Classificação: 0.00 (0 votos) - Classifique esta notícia -


Outros Artigos
22/02/2018 14:10:00 - Roupa Nova faz show no Espaço Emes
22/02/2018 14:10:00 - Marcola ordenou mortes por bilhete engolido por detento, diz Justiça
22/02/2018 14:00:00 - Procissão do Nosso Senhor dos Passos acontece em São Cristóvão
22/02/2018 14:00:00 - Renato ergue 3ª taça em 17 meses e tira onda: "Cansado de conquistar títulos"
22/02/2018 13:50:00 - “A Violência Só Se Resolve Com Investimentos Profundos”, Diz João Daniel
22/02/2018 13:50:00 - ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA PERNAMBUCANA É PRESA EM LAGARTO
22/02/2018 13:50:00 - Estresse & Sexo é como água e óleo
22/02/2018 13:50:00 - Suicida lança granada contra embaixada dos EUA em Montenegro
22/02/2018 13:50:00 - Antidepressivos funcionam, indica estudo para solucionar um dos maiores debates da medicina
22/02/2018 13:40:00 - RECALLS BATEM RECORDE EM 2017; INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA LIDERA



Marcar este artigo como favorito neste site

                   

 
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

ENQUETE

Qual a sua avaliação sobre o primeiro ano da gestão do prefeito Gilson Andrade de Estância
Boa 0%
Nenhuma das Alternativas 0%
Ótima 0%
Péssima 50 % 50%
Regular 50 % 50%
Ruim 0%

USUÁRIOS ONLINE

26 visitantes online (24 na seção: Notícias)

Usuários: 0
Visitantes: 26

mais...