7º ENCONTRO DE FILARMÔNICAS EM ESTÂNCIA

Sociedade : Conselho Federal regulamenta "uber da medicina"
enviou em 28/02/2018 09:30:00 ( 104 leituras )
Sociedade

O Conselho Federal de Medicina (CFM) decidiu regulamentar a atuação dos aplicativos (APPs) que conectam pacientes a serviços de atendimento domiciliares, comumente chamado de “uber da medicina”. A Resolução 2.178 deve ser publicada esta semana e entrará em vigor imediatamente.

Entre as exigências que os aplicativos deverão cumprir, estão a de que todos os especialistas anunciados sejam efetivamente preparados para atuação na área específica, o engajamento de um diretor-técnico médico, a promoção do arquivamento dos prontuários de atendimento e a inscrição no Conselho Regional de Medicina (CRM) do Estado onde pretende atuar.Esses APPs devem orientar seus médicos cadastrados a arquivarem (em meio físico ou digital) os prontuários dos pacientes.

Esse ato obrigatório visa assegurar que as informações coletadas em diferentes consultas possam ser usadas por outros médicos, permitindo o acompanhamento de tratamentos. Em caso de mudança de profissional, o paciente poderá pedir o seu dossiê para entrega ao seu novo médico.

Publicidade
A resolução também determina que os aplicativos desse tipo devem se adequar às regras da publicidade médica (Resoluções CFM nº 1.974/11 e nº 2.126/15). Pelas normas, é proibido divulgar valores das consultas ou procedimentos médicos em anúncios promocionais, o que pode ser caracterizado como forma desleal de angariar clientela ou concorrência desleal.

“Os preços devem ser disponibilizados apenas no perfil do médico para que o interessado na contratação, ao abrir a ficha, saiba quanto pagará, concordando, ou não, antes do atendimento”, explica o conselheiro do CFM Emmanuel Fortes. Da mesma forma, o CFM determinou que o aplicativo não divulgue ou promova o ranqueamento dos médicos prestadores de serviço, o que promove a comercialização da prática profissional.

Contrato

No documento, o CFM ressalta ainda a necessidade de o médico assinar um contrato com a empresa detentora do aplicativo, contendo os termos para a prestação do serviço. O profissional também deve exigir a definição clara de valores do serviço. Ao diretor-técnico caberá garantir que o médico receba a remuneração acordada.Para Emmanuel Fortes, ao mesmo tempo em que o “uber da medicina” promove a renovação das tradicionais visitas domiciliares, também muda a relação médico-paciente, já que esse contato é intermediado por um aplicativo. “Essa nova modalidade traz grandes desafios, pois há diversas variáveis que fazem com que seja muito tênue a linha divisória entre o que é ético e o que não é ético no exercício profissional. Por isso, é essencial que o CFM regulamente o que deve ser obedecido pelos aplicativos e pelos médicos”, argumenta.


Fonte: CRMFoto: Divulgação

Classificação: 0.00 (0 votos) - Classifique esta notícia -


Outros Artigos
22/06/2018 13:40:00 - Morre Aos 91 Anos, Waldir Pires, Ex-Governador Da Bahia
22/06/2018 12:20:00 - DATAFORM: Valadares Filho lidera para o governo e Valadares Pai para o Senado
22/06/2018 12:20:00 - Tunísia: traficante de imigrantes é preso após mortes por afogamento
22/06/2018 12:10:00 - Mãe e filhas são assaltadas e ameaçadas por bandido
22/06/2018 12:10:00 - Comércio: licor gourmet é trunfo neste São João
22/06/2018 12:10:00 - O choro de Neymar precisa dizer que deve deixar de ser irresponsável para jogar o que sabe
22/06/2018 12:00:00 - Confira A Programação Oficial Dos Festejos Juninos Em Frei Paulo
22/06/2018 12:00:00 - Petrobras Perde Ação Trabalhista De R$ 15 Bilhões No TST
22/06/2018 12:00:00 - Governo entrega pavimentação e sistema de abastecimento em Lagarto
22/06/2018 11:50:00 - Defesa De Lula Busca Concessão De Prisão Domiciliar No STF



Marcar este artigo como favorito neste site

                   

 
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

ENQUETE

Qual a sua avaliação sobre o primeiro ano da gestão do prefeito Gilson Andrade de Estância
Boa 0%
Nenhuma das Alternativas 0%
Ótima 0%
Péssima 50 % 50%
Regular 50 % 50%
Ruim 0%

USUÁRIOS ONLINE

32 visitantes online (28 na seção: Notícias)

Usuários: 0
Visitantes: 32

mais...