7º ENCONTRO DE FILARMÔNICAS EM ESTÂNCIA

Sociedade : Conselho Federal regulamenta "uber da medicina"
enviou em 28/02/2018 09:30:00 ( 193 leituras )
Sociedade

O Conselho Federal de Medicina (CFM) decidiu regulamentar a atuação dos aplicativos (APPs) que conectam pacientes a serviços de atendimento domiciliares, comumente chamado de “uber da medicina”. A Resolução 2.178 deve ser publicada esta semana e entrará em vigor imediatamente.

Entre as exigências que os aplicativos deverão cumprir, estão a de que todos os especialistas anunciados sejam efetivamente preparados para atuação na área específica, o engajamento de um diretor-técnico médico, a promoção do arquivamento dos prontuários de atendimento e a inscrição no Conselho Regional de Medicina (CRM) do Estado onde pretende atuar.Esses APPs devem orientar seus médicos cadastrados a arquivarem (em meio físico ou digital) os prontuários dos pacientes.

Esse ato obrigatório visa assegurar que as informações coletadas em diferentes consultas possam ser usadas por outros médicos, permitindo o acompanhamento de tratamentos. Em caso de mudança de profissional, o paciente poderá pedir o seu dossiê para entrega ao seu novo médico.

Publicidade
A resolução também determina que os aplicativos desse tipo devem se adequar às regras da publicidade médica (Resoluções CFM nº 1.974/11 e nº 2.126/15). Pelas normas, é proibido divulgar valores das consultas ou procedimentos médicos em anúncios promocionais, o que pode ser caracterizado como forma desleal de angariar clientela ou concorrência desleal.

“Os preços devem ser disponibilizados apenas no perfil do médico para que o interessado na contratação, ao abrir a ficha, saiba quanto pagará, concordando, ou não, antes do atendimento”, explica o conselheiro do CFM Emmanuel Fortes. Da mesma forma, o CFM determinou que o aplicativo não divulgue ou promova o ranqueamento dos médicos prestadores de serviço, o que promove a comercialização da prática profissional.

Contrato

No documento, o CFM ressalta ainda a necessidade de o médico assinar um contrato com a empresa detentora do aplicativo, contendo os termos para a prestação do serviço. O profissional também deve exigir a definição clara de valores do serviço. Ao diretor-técnico caberá garantir que o médico receba a remuneração acordada.Para Emmanuel Fortes, ao mesmo tempo em que o “uber da medicina” promove a renovação das tradicionais visitas domiciliares, também muda a relação médico-paciente, já que esse contato é intermediado por um aplicativo. “Essa nova modalidade traz grandes desafios, pois há diversas variáveis que fazem com que seja muito tênue a linha divisória entre o que é ético e o que não é ético no exercício profissional. Por isso, é essencial que o CFM regulamente o que deve ser obedecido pelos aplicativos e pelos médicos”, argumenta.


Fonte: CRMFoto: Divulgação

Classificação: 0.00 (0 votos) - Classifique esta notícia -


Outros Artigos
07/12/2018 15:00:00 - Confiança lidera times sergipanos no Ranking da CBF
07/12/2018 15:00:00 - Bé: Justiça determina que prefeito de Riachão do Dantas reponha estátua do Bode Bito
07/12/2018 15:00:00 - Irmãos acusados de tentar fraudar concurso da PM estão soltos
07/12/2018 15:00:00 - Guerra do Iêmen deixa 11 milhões de crianças ameaçadas pela fome
07/12/2018 15:00:00 - Moro escolhe superintendente do Paraná para comandar a PRF
07/12/2018 15:00:00 - Justiça condena mãe envolvida em aborto que provocou morte da filha
07/12/2018 14:50:00 - FÁBIO HENRIQUE CONVIDA GILSON ANDRADE PARA O PDT
07/12/2018 08:40:00 - SERGIPE REGISTRA AUMENTO NAS EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES
07/12/2018 08:40:00 - EMPRESAS APONTAM SERGIPE COMO ESTADO DE BAIXO RISCO DE ROUBO DE CAMINHÕES
07/12/2018 08:40:00 - PC DE ESTÂNCIA APREENDE ADOLESCENTES E PRENDE HOMEM POR ROUBOS E TRÁFICO DE DROGAS



Marcar este artigo como favorito neste site

                   

 
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

ENQUETE

Na sua opinião, quem será o próximo prefeito de Estância em 2020?
Adriana Leite (PRB) 11 % 11%
Dominguinhos (PT) 2 % 2%
Márcio Souza (PSOL) 86 % 86%
Você acredita que a prefeitura de Estância vai restaurar a Casa da Cultura?
Sim 4 % 4%
Não 95 % 95%
Nenhuma das Alternativas 0%

USUÁRIOS ONLINE

29 visitantes online (25 na seção: Notícias)

Usuários: 0
Visitantes: 29

mais...