7º ENCONTRO DE FILARMÔNICAS EM ESTÂNCIA

Sociedade : SERGIPE TEM 3ª MENOR TAXA DE POBREZA MONETÁRIA DO NE
enviou em 05/03/2018 13:10:00 ( 69 leituras )
Sociedade

O Estado de Sergipe tem a 3ª menor taxa de pobreza do Nordeste, superada apenas por Pernambuco (40,1%) e Rio Grande do Norte (36,2%). As maiores taxas de pobreza entre os estados nordestinos foram verificadas no Maranhão (52,4%) e Alagoas (47,4%). A constatação é do Observatório de Sergipe, vinculado a Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag), com base em indicadores obtidos a partir da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua – PNAD Contínua de 2012 a 2016.

Segundo o superintendente de Estudos e Pesquisas da Seplag, Ciro Brasil, 43,5% da população vivia em situação de pobreza em 2016, de acordo com o critério adotado pelo Banco Mundial, que considera pobre quem ganha menos do que US$ 5,5 por dia nos países em desenvolvimento. “Esse valor equivale a uma renda domiciliar per capita de R$ 389 por mês, ao considerar a conversão pela paridade de poder de compra”, explica.

Revela que Aracaju (17,7%) é a capital do Nordeste com a menor taxa de pobreza monetária. “No ranking nacional Aracaju ficou na 15ª posição. As maiores taxas entre as capitais nordestinas ficaram com São Luís (31,6%) e Fortaleza (27,5%). No cenário nacional, a pobreza foi mais acentuada em Manaus (34,4%) e Macapá (32,4%). Por outro lado, segundo a metodologia adotada pelo Banco Mundial, as capitais da Região Sul tiveram os menores índices de pobreza. É o caso de Porto Alegre (9,5%), Curitiba (7,6%) e Florianópolis (5,8%)”, afirma.

“Em todos os casos a pobreza tem maior incidência nos domicílios do interior do que nas capitais, o que está de acordo com a realidade observada em outros países, em que a pobreza está mais concentrada em áreas rurais”, declara o superintendente de Estudos e Pesquisas da Seplag.

“O conceito de pobreza pode ter ainda uma definição que supera os aspectos monetários. O estudo apresentou uma análise de pobreza multidimensional, que mede o acesso da população a bens e a serviços que estão relacionados aos direitos sociais. Foram consideradas cinco dimensões para aferir a pobreza multidimensional: educação, proteção social, moradia adequada, saneamento básico e acesso à internet”, enfatiza.

Ressalta ainda que pelos critérios de pobreza multidimensional definidos pelo IBGE tem-se que 75,4% dos sergipanos (1,7 milhão) sofriam com pelo menos uma restrição de acesso, menor índice do Nordeste, enquanto o Maranhão e o Piauí o percentual extrapola 90% dos habitantes desses estados.

“Em relação às restrições de direitos, a que apresentou maior privação em Sergipe foi a falta de acesso aos serviços de saneamento, com 47,2% (1,07 milhão de pessoas), seguido da ausência de internet em casa, com 36,8% (901 mil pessoas). A deficiência nas condições de moradia foi a dimensão com a menor incidência, com 10,1% (228 mil pessoas)”, frisa.

Finaliza dizendo que o Observatório Sergipe constatou ainda que Aracaju é a capital nordestina com menor proporção de pessoas na pobreza multidimensional, com 45,7% (293 mil pessoas), seguida de Salvador com 47,5%, e que Teresina (93,6%) e Natal (78%) apresentaram os maiores índices da Região Nordeste.


asn

Classificação: 0.00 (0 votos) - Classifique esta notícia -


Outros Artigos
18/06/2018 11:40:00 - O nordeste além da paisagem
18/06/2018 11:30:00 - MEC divulga hoje o resultado do Sisu
18/06/2018 11:30:00 - Som & Louvor e DJ PV são atrações do Holy Festival Count
18/06/2018 11:30:00 - Fogos: Comerciantes apostam na Copa para aumentar vendas
18/06/2018 11:30:00 - Criança é atropelada por adolescente que conduzia uma moto em Tobias Barreto (SE)
18/06/2018 11:30:00 - Cotistas podem sacar saldo do PIS/Pasep a partir de hoje
18/06/2018 11:30:00 - Seleção brasileira vive seu segundo maior jejum de vitórias em Copas
18/06/2018 11:30:00 - Voo de Dublin a Ibiza desvia de rota por causa de passageiros bêbados
18/06/2018 11:20:00 - Feto é encontrado em tonel no bairro Industrial
18/06/2018 11:20:00 - Arraiá do Povo será aberto nesta segunda, 18



Marcar este artigo como favorito neste site

                   

 
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

ENQUETE

Qual a sua avaliação sobre o primeiro ano da gestão do prefeito Gilson Andrade de Estância
Boa 0%
Nenhuma das Alternativas 0%
Ótima 0%
Péssima 50 % 50%
Regular 50 % 50%
Ruim 0%

USUÁRIOS ONLINE

24 visitantes online (19 na seção: Notícias)

Usuários: 0
Visitantes: 24

mais...