7º ENCONTRO DE FILARMÔNICAS EM ESTÂNCIA

Manchete : CÂMARA APROVA SUSPENSÃO DE CNH PARA MOTORISTAS ENVOLVIDOS EM CONTRABANDO
enviou em 07/03/2018 09:00:00 ( 90 leituras )
Manchete

A Câmara dos Deputados aprovou ontem (6) o Projeto de Lei 1.530/15 que prevê a pena de cassação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para o condutor condenado por dirigir veículo usado para receptação, descaminho ou contrabando de mercadorias. O dispositivo legal também estabelece a suspensão da habilitação após decisão cautelar do juiz em pedido do Ministério Público. A medida segue para apreciação do Senado.

Para o autor do PL, deputado Efraim Filho (DEM-PB), a medida pretende assegurar às autoridades a garantia de sanções mais eficazes e mais ágeis. De acordo com o parlamentar, estimativas apontam prejuízos anuais de R$ 100 bilhões com o contrabando no país. Essas perdas envolvem tanto impostos não pagos quanto as perdas decorrentes do impacto no mercado de trabalho e em toda cadeia produtiva.

Segundo Efraim Filho, o cigarro é responsável por cerca de 68% de todo o contrabando no Brasil. “As perdas da indústria e do governo com o contrabando do cigarro chegam a R$ 6,4 bilhões. Destes, ao menos R$ 4,5 bilhões correspondem a perdas de arrecadação. Mas há enormes perdas em termos de incremento do risco à saúde dos consumidores, de ocupação das forças de segurança com a prevenção a tais práticas, e, até, com a corrupção que frequentemente acompanha o contrabando. Tais perdas são, em muito, aumentadas, se, ao cigarro, somarmos os produtos eletrônicos, os perfumes e as bebidas alcoólicas”, explicou o parlamentar na justificativa do projeto de lei.

No caso de condenação, o condutor somente poderá reaver a habilitação cinco anos depois de haver cumprido sua pena. No entanto, para voltar a dirigir, deverá requerer nova permissão para dirigir, como se estivesse obtendo sua primeira habilitação. “É uma perda efetiva [para um condutor que transporta produto de contrabando] e vai direto ao bolso do cidadão”, disse Filho.

A punição também se estende à pessoa jurídica que transportar, distribuir, armazenar ou comercializar produtos apreendidos de contrabando. O PL prevê a perda da inscrição no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), após processo administrativo. Assim como a lei estabelece o prazo para o condutor condenado reaver sua habilitação, os mesmos cinco anos são previstos para que a pessoa jurídica obtenha novamente o registro do CNPJ.

Cartazes

O PL também prevê que, na parte interna dos estabelecimentos que vendem cigarros e bebidas alcoólicas, seja afixada uma advertência escrita com os seguintes dizeres: “É crime vender cigarros e bebidas contrabandeados. Denuncie”.


Agência Brasil

Classificação: 0.00 (0 votos) - Classifique esta notícia -


Outros Artigos
18/07/2018 11:20:00 - Parque Zezé Rocha Vaquejada 2018
18/07/2018 11:10:00 - Dor nas costas: saiba como evitar e tratar
18/07/2018 11:00:00 - Curta-SE 18 Afrodite começa na próxima segunda, 23
18/07/2018 11:00:00 - EUA: sozinho em abrigo, brasileiro de 8 anos está sem falar português
18/07/2018 11:00:00 - PC DE ESTÂNCIA PRENDE AUTOR DE HOMICÍDIO QUALIFICADO E APREENDE ARMA DE FOGO COM NUMERAÇÃO RASPADA
18/07/2018 11:00:00 - PF inicia operação contra roubo de cargas em seis Estados
18/07/2018 11:00:00 - SEQUÊNCIA DE POLÊMICAS: GRACYANNE BARBOSA DEIXA SEIOS À MOSTRA EM FOTO NO INSTAGRAM
18/07/2018 11:00:00 - Operação cumpre seis mandados de prisão em Canindé e Porto da Folha
18/07/2018 10:50:00 - PT acredita que candidatura de Lula será aprovada pelo TSE, diz Haddad
18/07/2018 10:40:00 - Mendonça Prado vê maldição dos primeirões em pesquisas: chegam como derradeiros



Marcar este artigo como favorito neste site

                   

 
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

ENQUETE

O QUE VOCÊ ACHA DO PREFEITO DE ESTÂNCIA ALUGAR IMÓVEL A PARTICULARES E DEIXAR OS PRÉDIOS PÚBLICOS ABANDONADOS
BOM
PÉSSIMO
RUIM

USUÁRIOS ONLINE

34 visitantes online (32 na seção: Notícias)

Usuários: 0
Visitantes: 34

mais...