7º ENCONTRO DE FILARMÔNICAS EM ESTÂNCIA

Manchete : GOVERNO ESTUDA NOVO IMPOSTO PARA GASOLINA
enviou em 07/03/2018 15:10:00 ( 126 leituras )
Manchete

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta quarta-feira que o governo estuda alteração na tributação que incide sobre combustíveis em meio à percepção de preços altos pelos consumidores, mas reiterou que a Petrobras é autônoma para definir os valores que cobra.

"Existe uma tributação grande no combustível que na medida que sobe o preço, a tributação automaticamente fixa, porém o valor sobe mais", afirmou ele, em Nova York, a jornalistas.

"Portanto, estamos revisando isso e ver se há alguma coisa a fazer ou não. Evidentemente existem algumas questões que são objeto de atenção dos órgãos que promovem a concorrência e outras questões tributárias que vão ser analisadas com calma, não só no âmbito federal, como estadual", acrescentou.

Meirelles afirmou ainda que não há prazo para uma decisão a respeito.

Na véspera, o ministro havia dito que o governo estava discutindo com a Petrobras nova política de preços de maneira que aumento das cotações no mercado internacional não venha a prejudicar o consumidor e, por outro lado, uma queda muito grande não faça o mesmo com a estatal.

A Petrobras deu uma resposta incisiva à fala do ministro, que mexeu com as ações da estatal, ressaltando que a política de preços é de sua exclusiva alçada e que não pretendia mudá-la.

"Qualquer medida cujo objetivo seja o de reduzir a volatilidade deverá alcançar os demais componentes de preço, sendo que o principal deles é a carga tributária, federal e estadual", afirmou a empresa.

Nesta manhã, Meirelles foi na mesma linha e disse que a Petrobras é autônoma para definir seus preços.

"A questão é muito clara: a política de preços da Petrobras... é autônoma, baseada na eficiência corporativa, na realidade de mercado", disse. "Não há nenhum pensamento de qualquer discussão a esse respeito. A Petrobras fixa o seu preço de acordo com as condições de mercado e de produção da empresa", completou.

Hoje, a sistemática de preços prevê reajustes até diários da gasolina e do diesel em refinarias para seguir o mercado internacional, provocando volatilidade nos preços dos combustíveis, o que vem afetando a percepção dos consumidores quanto à alta de preços na economia apesar de a inflação estar em níveis historicamente baixos.

Questionado sobre o impacto de suas declarações nos papéis da estatal, Meirelles afirmou classificou o episódio como normal. "Os mercados reagem muitas vezes numa tentativa de fazer preço, de ganhar preço, e depois se ajustam na medida que se informam melhor", disse.


Reuters

Classificação: 0.00 (0 votos) - Classifique esta notícia -


Outros Artigos
18/09/2018 09:00:00 - PM APRESENTA PLANEJAMENTO OPERACIONAL PARA ELEIÇÕES 2018
18/09/2018 08:40:00 - FERMANDO HADDAD DIZ QUE NÃO VAI CONCEDER INDULTO A LULA
18/09/2018 08:30:00 - PETRÓLEO: LITORAL DE SERGIPE É ALVO DE PROJETO
18/09/2018 08:30:00 - EM SERGIPE, MP ELEITORAL BARRA 75 CANDIDATOS E UM PARTIDO
17/09/2018 10:10:00 - Jovem de 24 anos morre afogado em Umbaúba
17/09/2018 10:00:00 - 12ª Primavera dos Museus começa nesta segunda-feira, 17
17/09/2018 09:30:00 - Resumo da rodada: Clássicos ficam no 0 a 0, e São Paulo dorme líder
17/09/2018 09:30:00 - Bloqueio de celulares deve atingir mais de 800 mil aparelhos piratas
17/09/2018 09:20:00 - Pesquisa Mostra Empate Técnico Para Governo Do Estado
17/09/2018 09:20:00 - MPT COMEMORA 25 ANOS DE ATUAÇÃO NO ESTADO DE SERGIPE



Marcar este artigo como favorito neste site

                   

 
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

ENQUETE

Nessas próximas eleições estaduais, dos candidatos por Estância, quem será mais votado em Estância?
Adriana Leite
Carlos Magno
Diogo
Jonas do Caldo de Cana
Márcio Souza
Pastor Moacir
Paulo André
Titó
Valdevan 90
Zeca das Redes

USUÁRIOS ONLINE

21 visitantes online (20 na seção: Notícias)

Usuários: 0
Visitantes: 21

mais...