7º ENCONTRO DE FILARMÔNICAS EM ESTÂNCIA

Esportes : Palmeiras vai à CBF reclamar de arbitragem contra o Cruzeiro
enviou em 14/09/2018 09:20:00 ( 128 leituras )
Esportes

Clube contesta a ação do juiz no último lance do jogo, quando teve gol anulado. Verdão também enviou relatório sobre o Dérbi

O Palmeiras adotou seu procedimento padrão para reclamar de arbitragem e enviou à CBF um relatório sobre a derrota para o Cruzeiro, na semifinal da Copa do Brasil. O clube contesta a forma como Wagner Reway anulou o gol de Antônio Carlos, no último lance do jogo no Allianz Parque.


Quando se sente prejudicado, o Verdão compila imagens e as encaminha com uma análise da partida à CBF. Já na zona mista da arena, Alexandre Mattos questionou o fato de Reway não ter seguido o procedimento passado ao clube para o uso do VAR no jogo. Ele marcou falta de Edu Dracena em Fábio antes da conclusão, impossibilitando o uso do árbitro de vídeo, disponível na Copa do Brasil.

— O Sérgio Corrêa (chefe da arbitragem) esteve no vestiário. Falou para mim: 'Alexandre, avisa os seus jogadores que lance capital é para seguir até o fim e depois vamos ver o que aconteceu. Não é para parar'. 'Não parem, sigam até o fim e vamos ver o que aconteceu'. Aí o árbitro parou o lance de maneira precipitada, contrariando a própria recomendação - afirmou o diretor de futebol alviverde.

Após o clássico contra o Corinthians, no domingo, o Palmeiras também enviou um dossiê à CBF. Mesmo com a vitória por 1 a 0, o clube não aprovou a atuação do árbitro Jean Pierre Gonçalves Lima, que não marcou pênalti em Marcos Rocha e expulsou Felipão.

Depois da derrota por 1 a 0 para o Cruzeiro, o Verdão precisa ganhar por um gol de diferença para levar a decisão da semifinal aos pênaltis. O gol fora de casa não é critério de desempate. A partida de volta será no dia 26 de setembro, no Mineirão.

Versão da CBF

Sérgio Corrêa, coordenador do VAR na Copa do Brasil, deu o seu posicionamento sobre o lance polêmico, na tarde desta quinta-feira (13). Segundo ele, a arbitragem de vídeo não errou ao se omitir ao final da partida e que regra não poderia ser aplicada. "Foi um lance interpretativo. Não entro no mérito nem de acerto nem de erro. Por isso, não entra nos critérios de lance em que o VAR pode ser utilizado", afirmou.

O representante da CBF também confirmou que esteve no vestiário do Palmeiras, antes do jogo, para explicar as regras do recurso do vídeo na partida: "Eu expliquei sobre impedimento. E que isso fique bem claro. Para não estranharem a marcação, para o jogador não reclamar ao ver o assistente com a bandeira erguida e esperar até o apito do árbitro e uma possível checagem da jogada".


por Lance

Classificação: 0.00 (0 votos) - Classifique esta notícia -


Outros Artigos
20/02/2019 11:00:00 - Aeroportos no prego
20/02/2019 11:00:00 - Ford fechará fábrica de São Bernardo; 3,2 mil trabalhadores serão demitidos
20/02/2019 10:50:00 - Homem é morto a tiros na frente do filho de três anos de idade
20/02/2019 10:40:00 - OPERAÇÃO POLICIAL EM MARUIM DEIXA UM MORTO EM TROCA TIROS
20/02/2019 10:40:00 - Com Reforma Da Previdência, Brasil Deslanchará, Diz Bolsonaro
20/02/2019 10:40:00 - MEMORIAL DE ESTÂNCIA RECEBE EXPOSIÇÃO SOBRE A UMBANDA
20/02/2019 10:30:00 - Mais 2 Deputados Estaduais Dizem Que Podem Disputar Prefeituras Do Interior
20/02/2019 08:50:00 - VICE-PRESIDENTE MOURÃO DEMONSTRA SER CONTRA HIBERNAÇÃO DA FAFEN EM SERGIPE
20/02/2019 08:50:00 - FALTA CARNE NAS FEIRAS E MERCADOS DO INTERIOR
19/02/2019 09:50:00 - Luciano Pimentel adere a Frente Parlamentar de Defesa da Mulher



Marcar este artigo como favorito neste site

                   

 
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

ENQUETE

Dos últimos prefeitos e o atual, em dois anos de mandato, quem fez mais por Estância?
Carlos Magno
Gilson Andrade
Ivan Leite
Na sua opinião, quantos candidatos a prefeito Estância deve lançar em 2020?
Três 25 % 25%
Quatro 0%
Cinco 75 % 75%

USUÁRIOS ONLINE

31 visitantes online (29 na seção: Notícias)

Usuários: 0
Visitantes: 31

mais...