7º ENCONTRO DE FILARMÔNICAS EM ESTÂNCIA

Nacionais : PACTO FEDERATIVO VAI DEIXAR MUNICÍPIOS SUSTENTÁVEIS, DIZ BOLSONARO
enviou em 08/11/2019 09:40:00 ( 22 leituras )
Nacionais

Para presidente, fusão é proposta de senadores, mas tem sua aprovação

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira (7) durante live que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Pacto Federativo vai ajudar na sustentabilidade financeira de cidades pequenas. Entre outros temas, a PEC propõe a extinção de municípios com menos de 5 mil habitantes e arrecadação própria inferior a 10% da receita total. “Não é minha a proposta, é dos senadores, mas eu assino embaixo”, afirmou.


Para o presidente, vai ter prefeito “contra e a favor”, mas é o Congresso quem vai aperfeiçoar a PEC. “Se o município não for responsável por 10% da receita dele, esse município tem que deixar de existir se o Parlamento concordar com isso.”

A PEC foi encaminhada ao Congresso Nacional da última terça-feira (5), juntamente com outras duas. A proposta visa à desindexação de gastos obrigatórios em caso de emergência fiscal. Essas despesas deixarão de ser corrigidas pela inflação em momentos de dificuldades fiscais e financeiras.

A proposta, na prática, afeta mais os estados que ultrapassaram os limites de endividamento ou de gastos com pessoal previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal. No entanto, a União poderá acionar os gatilhos caso o Congresso aprove o orçamento para o próximo exercício com o descumprimento da regra de ouro (teto de endividamento público).

Pela PEC do Pacto Federativo, o gatilho que interrompe o reajuste pela inflação seria acionado em caso de endividamento excessivo. Para a União, o Congresso precisaria autorizar o descumprimento, ou seja, o estouro do limite de endividamento. Para estados e municípios, esses mecanismos seriam acionados sempre que a despesa corrente estourar 95% da receita do ano.

A proposta proíbe a promoção de servidores públicos, a concessão de reajustes, a criação de cargos, as reestruturações de carreira, a realização de concursos públicos e a criação de verbas indenizatórias. Nesse período, também ficaria proibida a criação de gastos obrigatórios e de benefícios tributários.

Segundo a PEC, nestas situações servidores públicos poderiam ter a jornada reduzida em até 25%, com corte proporcional dos vencimentos. No caso da União, os repasses do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ficariam suspensos.

Também na live, Bolsonaro voltou a falar sobre as tratativas do governo para receber investimento de US$ 10 bilhões do fundo soberano da Arábia Saudita. O interesse do governo é que os recursos sejam investidos nos projetos do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) que toca privatizações em diversos setores como óleo e gás, portos, aeroportos, rodovias, ferrovias, entre outros.

Bolsonaro disse ainda que o governo vai trabalhar para que parte do valor seja aplicada em ferrovias. “O modal ferroviário tem que voltar a funcionar”, afirmou o presidente.


Agência Brasil

Classificação: 0.00 (0 votos) - Classifique esta notícia -


Outros Artigos
17/11/2019 22:30:00 - POR FALTA DE APOIO DO GOVERNO DE SERGIPE, FILARMÔNICA DE ITABAIANINHA DEIXA DE VIAJAR PARA BELMONTE/BA
17/11/2019 22:30:00 - Brasil vence México de virada, com gol nos acréscimos do 2º tempo
17/11/2019 21:40:00 - Belivaldo transfere cargo para Eliane Aquino
17/11/2019 21:30:00 - Mais de 7 mil sergipanos estão no 6º lote de restituição do Imposto de Renda 2019
17/11/2019 21:20:00 - Governador Belivaldo Chagas Tem Alta Médica, Mas Continua Afastado Por Uma Semana
17/11/2019 17:50:00 - FEC: MÚSICA CONTRA O CHUMBO DA DITADURA - V
17/11/2019 17:40:00 - FEC: MÚSICA CONTRA O CHUMBO DA DITADURA - IV
14/11/2019 09:30:00 - ADÃO, O NEGRO
14/11/2019 09:20:00 - Homem Mata O Próprio Irmão Com Golpes De Faca No Município De Ilha Das Flores
14/11/2019 09:20:00 - Santa Luzia Do Itanhi



Marcar este artigo como favorito neste site

                   

 
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

ENQUETE

Você acredita numa possível aliança de Márcio Souza com os grupos políticos de Ivan e Carlos Magno?
Não 16 % 16%
Nenhuma 0%
Sim 83 % 83%
Você acredita que o vereador André Graça será o vice de Gilson em 2020?
Sim 66 % 66%
Não 0%
Nenhuma 33 % 33%

USUÁRIOS ONLINE

51 visitantes online (45 na seção: Notícias)

Usuários: 0
Visitantes: 51

mais...