7º ENCONTRO DE FILARMÔNICAS EM ESTÂNCIA

Saúde : Novembro Azul: aumento da próstata não é sinal de câncer
enviou em 13/11/2019 08:30:00 ( 20 leituras )
Saúde

Novembro Azul é um movimento mundial para reforçar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Quando o assunto é saúde, os homens se preocupam muito menos do que as mulheres. Muitos deixam de ir ao médico por vários motivos, inclusive medo. No entanto, essa demora pode trazer riscos para a saúde.


Um dos medos de muitos homens é o exame de toque retal. Combinado com outros exames, o exame de toque é essencial para diagnosticar o câncer de próstata. Segundo o oncologista Fernando Maluf, quem faz o exame tem de 80% a 90% de chance de cura. Por isso, o diagnóstico precoce é essencial.

Esse é o alerta do Novembro Azul, um movimento mundial para reforçar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Mitos e verdades
Ainda são muitos os mitos sobre o câncer de próstata. Um deles é sobre o aumento da próstata. Maluf explica que esse aumento não é sinal de câncer. “Existe um fator chamado hiperplasia benigna de próstata, que acontece na maioria dos homens com mais de 50 anos de idade. Isso não vira câncer”. Essa condição também não aumenta o risco de câncer.

Câncer de próstata só dá em idosos? Pode ocorrer em qualquer idade, embora seja mais comum após os 50 anos. Pessoas com histórico familiar ou homens negros devem começar a monitorar a próstata a partir dos 45 anos.

Como diagnosticar?
O PSA e o exame de toque retal podem indicar o câncer, mas a certeza vem pela biópsia.

O PSA (Antígeno Prostático Específico) é uma proteína produzida pelo tecido prostático normal ou pelo tumor. Ele é medido através de exame de sangue. No entanto, ele deve ser feito sempre em conjunto com o exame físico (toque retal), porque ele não é 100%. O PSA não elimina exame de toque retal.

Tem sintomas?
Nas fases iniciais, ele não dá sintomas, mas com o tempo o tumor cresce e pode provocar sangramento, obstrução do jato urinário e dor pélvica.

"Quando a doença já tem um certo volume, os sintomas se assemelham com a hiperplasia benigna de próstata, porque a doença cresce, comprime a uretra e aí tem a dificuldade para a urina passar. Micções frequentes, falta de esvaziamento da bexiga. E à medida que o câncer cresce, ele pode invadir o reto, que está atrás, ou a bexiga, que está na frente, e causar um sangramento na urina ou, eventualmente uma obstrução intestinal. Se avança mais, pode acometer os linfonodos e até os ossos", alerta o oncologista.


Por G1 — São Paulo

Classificação: 0.00 (0 votos) - Classifique esta notícia -


Outros Artigos
06/12/2019 11:40:00 - Maria Feliciana precisa de ajuda para tratamento
06/12/2019 11:30:00 - Polícia Civil prende o sexto integrante envolvido na associação criminosa da cidade de Estância
05/12/2019 18:20:00 - Congresso Pode Acabar Com Prisão Disciplinar Para Os Policiais E Bombeiros Militares
04/12/2019 16:50:00 - Líderes mundiais querem ampliar luta contra aquecimento global
04/12/2019 16:50:00 - TCE decide entre Clóvis e Flávio
04/12/2019 16:20:00 - Festival do Jegue acontece neste fim de semana em Itabi
04/12/2019 16:20:00 - O rei mal coroado
04/12/2019 16:20:00 - Sergipe registra 13 mortes por dengue grave e confirma 6 casos de sarampo
04/12/2019 16:20:00 - Gabigol sobre jogo contra Avaí: 'Vai ser especial. Pode ser o último'
04/12/2019 16:10:00 - Azul Inicia Mais Dois Novos Voos Para Sergipe Em Dezembro



Marcar este artigo como favorito neste site

                   

 
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

ENQUETE

Você acredita numa possível aliança de Márcio Souza com os grupos políticos de Ivan e Carlos Magno?
Não 16 % 16%
Nenhuma 0%
Sim 83 % 83%
Você acredita que o vereador André Graça será o vice de Gilson em 2020?
Sim 66 % 66%
Não 0%
Nenhuma 33 % 33%