7º ENCONTRO DE FILARMÔNICAS EM ESTÂNCIA

Manchete : DÉDA CONFIRMA APOIO A LUCIANO E DIZ QUE ALIADO NÃO APUNHALA OUTRO PELAS COSTAS
enviou em 04/05/2012 10:20:00 ( 608 leituras )
Manchete

O governador Marcelo Déda (PT) oficializou o seu apoio político à reeleição do prefeito de Itabaiana, Luciano Bispo (PMDB), na terça-feira passada, quando participava da Micarana [carnaval fora de época da cidade], ao conceder entrevista ao radialista Edvanildo Santana. Disse que só não estará no palanque de Luciano, “se ele não quiser”.
Bem humorado, Déda brincou: “eu não sou mal educado. Tem uma campanha eleitoral, Luciano é candidato à reeleição, vou telefonar e perguntar: posso ir aí Luciano? Só não venho se ele disse que atrapalha”.


Marcelo Déda disse claro que vai fazer campanha para aqueles que hoje formam o seu grupo político em Itabaiana. Sobre a indicação de nomes para ocupar cargos políticos, o governador disse que “todos os cargos estaduais em Itabaiana vão ser discutidos entre o PT, Luciano Bispo, o vice-governador Jackson Barreto (PMDB) e levados a mim para decidir”.

E repetiu: “a minha aliança é dos pés à cabeça”.

Segundo Déda, o prefeito Luciano Bispo sempre teve um comportamento correto “em relação a mim”. E acrescentou: que mesmo quando eramos adversários políticos e que eu vinha a Itabaiana, na condição de governador, fazia questão de cumprimentá-lo. Luciano nunca me destratou”, disse.

A aliança – Marcelo Déda falou sobre a aliança feira com o prefeito Luciano Bispo e seu irmão, deputado estadual Arnaldo Bispo. Disse que se viu na obrigação de fazer a composição, porque não pode contar com alguns dos seus aliados, quando da votação antecipada da Mesa Diretora da Assembléia Legislativa, que reelegeu a deputada Angélica Guimarães (PSC), a presidente.

Entre os aliados que deixou o bloco para apoiar a reeleição estava a deputada Maria Mendonça (PSB), adversária do prefeito Luciano Bispo em Itabaiana. Segundo Déda, “num determinado momento importante da política de Sergipe, não contei com quem era meu aliado e, naquele momento, zerou o jogo aqui em Itabaiana”.

- Na hora que precisei do suporte, do apoio, da lealdade da solidariedade de quem sempre fui leal, de quem sempre fui solidário e não encontrei, eu tinha duas opções: deixar de fazer política em Itabaiana ou buscar recompor o nosso quadro de alianças no município. E percebi que setores da política de Itabaiana poderiam recompor conosco em uma nova relação”, disse.

Por Jackson - Marcelo Déda explicou que para formalizar uma nova aliança em Itabaiana contou com o apoio do vice-governador Jackson Barreto (PMDB), que intermediou o primeiro contato com o prefeito Luciano Bispo e o deputado Arnaldo Bispo: “eles mostraram disposição de conversar conosco e de buscar um novo entendimento na cidade”.

Segundo Déda, no primeiro encontro, o prefeito Luciano Bispo não levou qualquer tipo de exigência de ordem pessoal, mas fez uma serie de reivindicações para o município e a partir daí, “assumi esses compromissos administrativos e o prefeito disse que ao lado de Arnaldo Bispo poderia compor uma aliança em Itabaiana. Eu passaria a contar, também, com o apoio do deputado Arnaldo Bispo na Assembléia”, disse Déda.

- Esse encontro em que fizemos uma composição aconteceu às claras e todo o Estado soube disso. Não fiz acordo secreto e não fui me encontrar à noite com Luciano e Arnaldo. Isso aconteceu no Palácio e toda a imprensa sabe disso”, explicou.

Com Maria – Marcelo Déda lembrou o momento em que construiu a aliança com a deputada Maria Mendonça e com o ex-deputado Jose Teles. Durante o tempo em que esteve aliado ao grupo da deputada, sempre foi leal e que também recebeu lealdade da parte dela.

- Não me arrependo da aliança que compus. Enquanto houve mão dupla, não tivemos nenhum problema. Agora, no momento em que uma situação acontece e você tem uma deputada aliada que toma uma decisão contrária houve a quebra do acordo, disse. Déda concorda que a deputada Maria Mendonça tem legitimidade para dar o voto a quem quiser “já que foi eleita pelo povo”.

Déda diz que “quando a gente constrói um acordo político é preciso respeitá-lo e quando isso não acontece, termina a confiança. Então essa é a história, não é nenhuma historia nova”. Acrescenta que não pretende passar vida inteira recordando ou se queixando do que aconteceu, “apenas dei resposta ao fato político”.

Script – Ao ser perguntado sobre declarações do empresário Edvan Amorim, de que ele (Déda) havia “lido o script errado durante uma entrevista à TV-Sergipe, dia 09 de abril, quando da presença da presidente Dilma Rousseff na assinatura do contrato entre a Vale e a Petrobras, o governador Marcelo Déda respondeu rápido: “eu li o script errado até o dia 05 de março”.

E continuou: “o script errado foi trabalhar com confiança naquilo que eu acredito”. Contou que o empresário Edvan Amorim saiu às 13:50 horas do seu gabinete naquele dia (05/03) sem dar nenhuma informação a respeito do que estava acontecendo nos bastidores.

Acha que “aliado não age assim. Esse não é o script de aliado”. Para o governador, o PSC tem todo o direito de disputar a Mesa Diretora da Assembléia Legislativa: “Amorim deveria ter me avisado para preparar o processo para construir uma chapa única em torno de reeleição da Mesa, ou me preparasse para a disputa”.

Marcelo Déda concorda que ninguém é obrigado a atender o desejo do governador, “mas quando a gente tem uma relação de confiança, a gente diverge olho-no-olho. A gente diverge respeitando o companheiro e não o apunhalando pelas costas”.





Faxaju

Classificação: 0.00 (0 votos) - Classifique esta notícia -


Outros Artigos
23/10/2017 10:50:00 - Acidentes de trânsito vitimam sete pessoas em três dias
23/10/2017 10:40:00 - ORSSE interpretará Rachmaninoff e Beethoven dia 26
23/10/2017 10:40:00 - Durval Lelys comanda Réveillon Com Amor
23/10/2017 10:30:00 - Daniel Alves desabafa: "não sou a babá do Neymar"
23/10/2017 10:30:00 - Homens arrombam parede de agência bancária no interior
23/10/2017 10:30:00 - Bactérias presentes no celular podem causar infecção
23/10/2017 10:30:00 - ANA LÚCIA DEFENDE QUE PT TENHA CANDIDATURA PRÓPRIA PARA 2018; PROFESSOR DUDU PRÉ-CANDIDATO AO GOVERNO
23/10/2017 10:20:00 - TEMER E MINISTROS TÊM LISTA DE 25 ‘PENDÊNCIAS’ DE DEPUTADOS
23/10/2017 10:20:00 - Troca de tiros entre PMs e criminosos deixa três feridos na favela da Rocinha
23/10/2017 10:20:00 - Triplo ataque suicida do Boko Haram deixa 13 mortos na Nigéria



Marcar este artigo como favorito neste site

                   

 
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

ENQUETE

De 1 à 5, que nota você daria à capinação das ruas de Estância.
Nenhuma 7 % 7%
Nota 1 28 % 28%
Nota 5 64 % 64%

USUÁRIOS ONLINE

13 visitantes online (12 na seção: Notícias)

Usuários: 0
Visitantes: 13

mais...