7º ENCONTRO DE FILARMÔNICAS EM ESTÂNCIA

Manchete : SERGIPE PRESENTE NO CENÁRIO DA 2ª GUERRA MUNDIAL
enviou em 29/11/2012 10:10:00 ( 1214 leituras )
Manchete

Por João Vieira
Sergipe se fez presente na Itália, com 277 combatentes, lutando com as Forças Aliadas (França, Grã Bretanha e Estados Unidos). Contra o eixo, formado pelo Nazi-Fascismos Adolf Hitler e Benito Mussolini (Alemanha, Itália e Japão).
O primeiro escalão de brasileiros desembarcou no palco da guerra em 15 de julho de 1944, em Nápolis na Itália. Os nossos pracinhas participaram aos combates durante 7 meses e 15 dias, tendo como o palco os vales dos rios: Serchio, Reno e Pó.



Os nossos patriotas integraram as fileiras do: Exército, Aeronáutica, Marinha e Cruz Vermelha. O conflito teve início pela invasão da Polônia, em 1º de setembro de 1939, pelo Exército alemão, levando as Forças Aliadas a declarar guerra contra Alemanha, em 2 de maio de 1945, deu-se a rendição da Alemanha, pondo fim a Guerra, depois de 5 anos e 11 meses com milhões de mortos, feridos e muita destruição.

Graves acontecimentos de 1941 levaram vários países ao rompimento diplomático e a declaração de guerra, a invasão da União Soviética pela Alemanha em 21 de julho e o ataque a base americana no Pacifico em 7 de setembro.

O Presidente Vargas, deixando transparecer neutralidade a situação, mas depois mudou de posição e prestou solidariedade aos Estados Unidos e, em 28 de janeiro de 1942, o Brasil rompeu a ligação diplomática com o eixo Berlim – Roma.

Em resposta a mudança da postura do Brasil, o navio brasileiro “Buarque”, foi torpedeado pelo submarino Alemão U-507, em 15 de fevereiro de 1942 em águas internacionais, desencadeando uma série de atentados a navios brasileiros, de modo que dessa data até 23 de outubro de 1943, foram torpedeados 31 navios, dos quais 24 em águas do nordeste brasileiro.

O “Baependí” saiu de Salvador a 7h00 com destino a Manaus, as 7h15 os passageiros e tripulantes comemoravam o aniversário do comandante com champanha, nesse momento foi atingido por um torpedo logo em seguida outro a 60 milhas da Costa correspondendo a mais ou menos 80 km terrestre. O pânico foi estabelecido, impedindo a guarnição de arriar as baleeiras essas, são pequenas embarcações que os navios conduzem para salvamentos em caso de naufrágio.

Apenas uma delas foi jogada ao mar devido a corda ter sido cortada pelo torpedo, dando condições de salvar 28 pessoas. A tragédia foi fulminante, enquanto o navio submergia as pessoas gritavam a procura de socorro. Oito pessoas agarradas em pedaços de madeira conseguiram chegar a Costa do Mangue Seco e Saco, foi 10h00 de exaustivas incertezas.

Através de nosso Porto, chegaram esses sobreviventes sendo medicados no Hospital Amparo de Maria pelos médicos: Dr. Jessé de Andrade Fontes, Dr. Pedro Soares, Dr. Clóvis Alves Franco e pelo corpo paramédico.

Civis – Dr. Vitório Stoy, Raimundo Correia Silva, Arthur Kern, Pascásio Calado, Vilma Castelo Branco Verçosa, Dr. Zamir Oliveira, Gilberto Lima e José Gabriel Souza.

Tripulantes – Alician Borges Tavares (1º Piloto), Baltazar dos Santos (Rádio-Telegrafista), José Guerra (Comissário), Floriano Freitas e Arlindo Monteiro (Cozinheiros).

Grupo de Artilharia – Lauro Moutinho dos Reis (1º Capitão), José Castelo Branco Verçosa (1º Tenente), Vicente de Paula Pulchorio (1º Sargento) e Odilon Nascimento (1º Soldado).

Nesse naufrágio, faleceram 55 tripulantes inclusive o comandante e 235 passageiros.

O “Aníbal Benévolo”, com 154 pessoas, 71 tripulantes e 83 passageiros, sendo também atingido por torpedo as 04:00 h de 18 de agosto de 1942, a 15 milhas da costa do Mangue Seco, faleceram 144 pessoas.

O “Araraquara” saiu do Rio de Janeiro, no dia 11 de agosto de 1942 e foi atingido por dois torpedos as 21:00 h com 142 pessoas, 74 tripulantes e 68 passageiros. Salvando-se somente 11 pessoas.

O “Bagé” foi torpedeado as 21:00 h, no dia 31 de agosto de 1943, com 134 pessoas, 107 tripulantes e 27 passageiros, salvando-se 106 pessoas, 87 tripulantes e 19 passageiros, dos quais 14 feridos a mais 30 milhas da Costa do Conde-Ba.

O “Arara” teve a mesma história torpedeado pelo submarino alemão próximo ao Conde-Ba, com 37 pessoas, falecendo 21.

De Sergipe faleceram seis combatentes
: Oswaldo Conceição (Sargento), João Ferreira da Silva (Soldado), Jorge da Costa Lima (Soldado), José Luiz dos Santos (Soldado), Wilson Ribeiro Bonfim (Cabo) e o Tenente-Aviador Aurélio Vieira Sampaio, filho de Dona Consuelo irmã do Sr. Constâncio Vieira.

Enfermeiras Tenentes: Isabel Novaes Feitosa (Porto da Folha), Joana Simões Araújo (Riachão do Dantas) e Lenalda Campos (Capela).

Sergipe ocupou o 14º lugar entre os Estados em termos quantitativos: 4 capitães, 1 capitão-médico, 3 subtenentes, 1 primeiro tenente, 5 segundos tenentes, 3 primeiros sargentos, 7 segundos sargentos, 11 terceiros sargentos, 215 soldados e 1 correspondente de guerra.


(*) Aposentado e colaborador deste jornal

Classificação: 0.00 (0 votos) - Classifique esta notícia -


Outros Artigos
17/10/2018 08:10:00 - Polícia apreende suspeito com mais de 500 pinos com cocaína e 900g da droga em pó e pasta base
17/10/2018 08:10:00 - EDITORIAL: Ainda a reforma da Previdência
17/10/2018 08:00:00 - Supercampeões, históricos e decisivos: Cássio e Fábio fazem duelo de gigantes em Itaquera
17/10/2018 08:00:00 - FASC: sambista Mart'nália estará em novembro em São Cristóvão
17/10/2018 07:50:00 - Síria utiliza reabertura de fronteiras como mensagem de vitória
17/10/2018 07:50:00 - PF indicia Temer e mais dez no inquérito dos portos
17/10/2018 07:40:00 - Policia Monitora Fake News De Violência Sobre Crianças E Criam Pânico Nas Redes
17/10/2018 07:40:00 - VALADARES FILHO DIZ QUE ESTÁ PREPARADO PARA MUDAR SERGIPE
17/10/2018 07:40:00 - Ponte Do Imperador Registra 158 Anos Da Cultura E História De Sergipe
17/10/2018 07:40:00 - Ibope: Bolsonaro Lidera Entre Mulheres, Negros E Em Quatro Regiões



Marcar este artigo como favorito neste site

                   

 
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

ENQUETE

Nessas próximas eleições estaduais, dos candidatos por Estância, quem será mais votado em Estância?
Adriana Leite 45 % 45%
Carlos Magno 9 % 9%
Diogo 0%
Jonas do Caldo de Cana 0%
Márcio Souza 27 % 27%
Pastor Moacir 0%
Paulo André 0%
Titó 9 % 9%
Valdevan 90 0%
Zeca das Redes 9 % 9%

USUÁRIOS ONLINE

36 visitantes online (34 na seção: Notícias)

Usuários: 0
Visitantes: 36

mais...