7º ENCONTRO DE FILARMÔNICAS EM ESTÂNCIA

Manchete : TARIFA DA ENERGIA ELÉTRICA TERÁ REAJUSTE DE 10,74% EM SERGIPE
enviou em 15/04/2015 10:10:00 ( 623 leituras )
Manchete

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira (14) os índices de reajustes tarifários anuais de cinco distribuidoras de energia. Em fevereiro deste ano, a Aneel já havia aprovado uma revisão tarifária extraordinária para essas distribuidoras.

A partir desta quarta-feira (15), os consumidores residenciais atendidos pela Energisa Sergipe pagarão 10,74% a mais pela energia elétrica. Para as indústrias, o aumento será de 17,46%. A distribuidora atende a 713 mil unidades consumidoras localizadas em 63 municípios de Sergipe.

Para os clientes residenciais da empresa AES Sul Distribuidora, o reajuste será de 4,35%. A indústria terá aumento de 4,36%. Os novos valores serão aplicados a partir de domingo (19) para 1,3 milhão de unidades consumidoras localizadas em 118 municípios do Rio Grande do Sul. A revisão extraordinária de 39,5% para a distribuidora vale desde o mês passado e foi a mais alta aprovada pela Aneel.

Também a partir de domingo, haverá aumento de 2,9% para os consumidores residenciais atendidos pela Usina Hidroelétrica Nova Palma, no Rio Grande do Sul. Para as indústrias, o reajuste será de 7,52%. Os novos valores serão aplicados para 15 mil unidades consumidoras dos municípios gaúchos de Faxinal do Soturno, Nova Palma, Dona Francisca, Ivorá, Silveira Martins, São João do Polêsine, Restinga Seca e parte dos municípios de Santa Maria e Júlio de Castilhos.

Os consumidores residenciais atendidos pela Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba) pagarão 10,35% pela energia a partir do próximo dia 22. O aumento para as indústrias será de 13,34%. A Coelba atende 5,5 milhões de unidades consumidoras em 415 municípios da Bahia.

O reajuste tarifário da Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern) será de 7,18% para consumidores residenciais e 14,41% para industriais. Os novos valores também serão aplicados a partir de quarta-feira (22) para 1,3 milhão de unidades consumidoras de 167 municípios do Rio Grande do Norte.

O reajuste tarifário anual das distribuidoras é calculado com base na variação de gastos que a empresa teve no ano. O cálculo inclui custos típicos da atividade de distribuição, sobre os quais incide o Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M), e outros como energia comprada, encargos de transmissão e setoriais.

Já a revisão extraordinária das tarifas, que está valendo desde o mês passado, foi aplicada por causa do custo extra que as distribuidoras tiveram pela falta de chuvas e o uso maior de usinas termoelétricas. Os índices da revisão extraordinária para essas distribuidoras foram: 39,5% (AES Sul), 36,8% (Nova Palma), 5,4% (Coelba), 2,8% (Cosern) e 8% (Energisa Sergipe).


Fonte: Agência Brasil

Classificação: 0.00 (0 votos) - Classifique esta notícia -


Outros Artigos
18/06/2019 14:50:00 - Harmonização facial: aplicação errada pode dar problemas
18/06/2019 14:50:00 - Por que os EUA e a Coréia do Norte não estão indo para a guerra?
18/06/2019 14:40:00 - FÁBIO HENRIQUE DEFENDE CONSUMIDOR E DIZ NÃO A COBRANÇA DE BAGAGEM
18/06/2019 14:40:00 - PREVIDÊNCIA: PARECER DE COMEÇAR A SER DISCUTIDO NA CÂMARA
18/06/2019 14:40:00 - Orquestra Sanfônica está fora da programação do Forró Caju
18/06/2019 14:40:00 - Festival de Quadrilha mantém tradições na Rua de São João
18/06/2019 14:20:00 - Empreiteiro detona esquema do PT nos fundos de pensão
18/06/2019 11:30:00 - Sergipe terá o 2º maior parque de produção de energia solar do mundo
18/06/2019 11:30:00 - Polícia apreende cerca de 1.000 fogos de artifício irregulares em Pedrinhas
17/06/2019 12:10:00 - Irã diz que vai quebrar o limite de estoques de urânio acordado sob acordo nuclear em 10 dias



Marcar este artigo como favorito neste site

                   

 
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

ENQUETE

Os prédios públicos da prefeitura de Estância devem ser reformados e utilizados pela gestão?
Não 0%
Nenhuma das Alternativas 0%
Sim 100 % 100%
Qual a sua opinião sobre a Casa da Cultura de Estância. A prefeitura deve restaurá-la e colocá-la para funcionar?
Sim 92 % 92%
Não 0%
Nenhuma das Alternativas 7 % 7%

USUÁRIOS ONLINE

41 visitantes online (39 na seção: Notícias)

Usuários: 0
Visitantes: 41

mais...