Segundo acusado pela morte de capitão da PM é preso tentando entrar no ES

Data 05/03/2018 13:00:00 | Tóopico: Polícia

A Secretaria da Segurança Pública de Sergipe (SSP/SE) confirmou neste sábado (3) a prisão de Wellington Santos Vieira, 36 anos, que é acusado pela morte do capitão da Polícia Militar, Adilson Bispo, e também pelo assalto ao Parque dos Falcões em Itabaiana (SE).
Segundo a pasta, o acusado que é conhecido pela alcunha de “Satanás” foi capturado por policiais rodoviários federais durante uma operação na divisa entre os estados do Rio de Janeiro e Espírito Santos dentro de um táxi, no início da noite de sexta-feira (2), na BR 101, em Mimoso do Sul (ES).

De acordo com a Polícia, ele tentava sair do território fluminense, após a morte do seu comparsa Valdeilson Luiz dos Santos em confronto com a PM carioca. "Após incursões aqui em Sergipe, a dupla percebeu que o cerco estava fechado e decidiram, na semana do carnaval, fugir para o Rio de Janeiro. Passamos a alimentar os policiais daquele Estado com informações de Inteligência que resultaram na captura", afirma o delegado André David que coordenava as buscas.

No momento da prisão, conforme informou a Polícia Rodoviária Federal, Wellington estava acompanhado por uma mulher e um taxista que ele teria contratado para buscá-lo no Rio e levá-lo até Vitória (ES). Durante a abordagem, o foragido apresentou cinco nomes diferentes.“Nenhum dos nomes foi identificado no nosso sistema. A mulher disse que era esposa dele, mas não sabia sua data de nascimento e nem o nome da mãe”, informou o superintendente da PRF, Wyllis Lyra, acrescentando que ela e o taxista serão investigados.A SSP deve, agora, começar as tratativas para solicitar o recambiamento do preso para Sergipe.

Por Will Rodriguez



Este artigo veio de Tribuna Cultural
http://www.atribunacultural.com.br

O endereço desta história é:
http://www.atribunacultural.com.br/modules/xnews/article.php?storyid=16084