NOTA À IMPRENSA DA PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA

Data 25/03/2011 18:40:55 | Tóopico: Manchete

O Colégio de Procuradores de Justiça do Ministério Público do Estado de Sergipe, através do seu Presidente, Procurador Geral de Justiça Dr. Orlando Rochadel Moreira, levando em conta as recentes declarações do réu e foragido Floro Calheiros Barbosa, vem assim se manifestar:
1 – O Ministério Público do Estado de Sergipe repudia, de maneira veemente, as falsas imputações de má-conduta funcional dirigidas aos Promotores de Justiça Deijaniro Jonas Filho e Rogério Ferreira da Silva que, ao longo dos últimos anos, vêm atuando nos processos que apuram os crimes imputados ao réu e foragido Floro Calheiros Barbosa;

2 – A atuação dos Promotores de Justiça, a exemplo do que é realizado pelos demais Membros do Ministério Público, vem seguindo estritamente os ditames previstos nas Leis Penais e Processuais deste País, primando pela técnica e imparcialidade, e respeitando, de maneira indeclinável, os direitos constitucionais inalienáveis assegurados a todos aqueles que são processados pela Justiça Pública;

3 – O Ministério Público do Estado de Sergipe apoia, de maneira irrestrita, a atuação funcional dos Promotores de Justiça que atuam no caso, enfatizando que nenhum dos seus Membros será intimidado no exercício do árduo mister de defender a sociedade contra aqueles que praticam crimes abjetos;

4 – Com relação às ameaças perpetradas pelo réu e foragido Floro Calheiros Barbosa, o Ministério Público do Estado de Sergipe está tomando todas as providências pertinentes para a sua responsabilização criminal;

5 – O Colégio de Procuradores de Justiça do Ministério Público do Estado de Sergipe reafirma o seu irrestrito apoio ao trabalho desenvolvido pelos Promotores de Justiça Deijaniro Jonas Filho e Rogério Ferreira da Silva.

Fonte:MPS






Este artigo veio de Tribuna Cultural
http://www.atribunacultural.com.br

O endereço desta história é:
http://www.atribunacultural.com.br/modules/xnews/article.php?storyid=314