Brasil

JUSTIÇA DO DF NEGA PEDIDO DA DEFESA DE LÁZARO BARBOSA

Defensoria Pública do DF pedia proteção à integridade física do serial killer após prisão

Publicada em 22/06/21 às 09:25h - 126 visualizações

por SBT News


Compartilhe
Compartilhar a notícia JUSTIÇA DO DF NEGA PEDIDO DA DEFESA DE LÁZARO BARBOSA  Compartilhar a notícia JUSTIÇA DO DF NEGA PEDIDO DA DEFESA DE LÁZARO BARBOSA  Compartilhar a notícia JUSTIÇA DO DF NEGA PEDIDO DA DEFESA DE LÁZARO BARBOSA

Link da Notícia:

JUSTIÇA DO DF NEGA PEDIDO DA DEFESA DE LÁZARO BARBOSA
 (Foto: reprodução SBT)
A juíza da Vara de Execuções Penas do DF, Leila Cury, não conheceu o pedido formulado pela Defensoria Pública do DF em favor do réu Lázaro Barbosa de Sousa, que se encontra foragido e há 14 dias é procurado pelas forças policiais do DF e de Goiás, após cometer novos crimes.

A Defensoria Pública do DF pedia proteção à integridade física do serial killer após prisão "requer que seja conferida a proteção do réu em face de ataques midiáticos e dos pedidos de ?entrevistas exclusivas? ou outro tipo de promoção que o exponha ainda mais quando houver a recaptura, pois estamos vivenciando um sensacionalismo exacerbado durante a recaptura de Lázaro", diz o pedido.

Para a magistrada "os pedidos defensivos formulados para ?proteção especial à integridade física e mental e proteção contra qualquer forma de sensacionalismo e exposição vexatória? são deveras inoportunos, pois dependem da concretização de fatos futuros e incertos sobre os quais este Juízo não pode decidir".

Isso porque, segundo a juíza, havendo recaptura, não se sabe nem mesmo o sentenciado virá imediatamente para o DF, na medida em que a força-tarefa envolvida em tal operação, vem concentrando suas ações fora dos limites territoriais da competência da VEP/DF. Além disso, não se pode pressupor que as autoridades policiais envolvidas descumpririam o princípio da legalidade ou da dignidade da pessoa humana, não tendo a Defensoria Pública apresentado nenhum fato concreto que caracterizasse eventual conduta indevida.

Após 13 dias de buscas pelo suspeito de assassinatos em série, um homem, sem a identidade revelada e que conhece bem a região, passou a ajudar nas buscas mostrando os possíveis esconderijos do criminoso em locais de difícil acesso. 



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (79) 9.8156-8504

Visitas: 2159949
Usuários Online: 81
Copyright (c) 2022 - Atribuna Cultural - Fundado em 30/03/2001