Brasil

ESTAÇÃO INVERNO TEM INÍCIO ÀS 6H14 DESTA TERÇA-FEIRA, 21

Publicada em 20/06/22 às 17:20h - 29 visualizações

por Atribuna Cultural


Compartilhe
Compartilhar a notícia ESTAÇÃO INVERNO TEM INÍCIO ÀS 6H14 DESTA TERÇA-FEIRA, 21  Compartilhar a notícia ESTAÇÃO INVERNO TEM INÍCIO ÀS 6H14 DESTA TERÇA-FEIRA, 21  Compartilhar a notícia ESTAÇÃO INVERNO TEM INÍCIO ÀS 6H14 DESTA TERÇA-FEIRA, 21

Link da Notícia:

ESTAÇÃO INVERNO TEM INÍCIO ÀS 6H14 DESTA TERÇA-FEIRA, 21
 (Foto: Atribuna Cultural)

O Inverno, um dos mais queridos entre as quatro estações, vai se descortinar nesta terça-feira (21), mais precisamente às 6h14, e finda em 22 de setembro de 2021, devendo originar, ao longo dos próximos três meses, como é de se esperar, chuvas regulares e quedas expressivas nas temperaturas. Este ano, na região Nordeste, especialmente em Sergipe, a estação será uma das mais frias e chuvosas dos últimos anos, e não precisa ser especialista no assunto para perceber as características tão peculiares e inerentes à estação.

O meteorologista Overland Amaral foi categórico ao afirmar que as condições de chuvas para este inverno serão de normais a acima da média, como já se registrou no início do mês de junho. “Durante esse período, as nuvens se condensam e adentram o continente com uma descarga maior no litoral e segue decrescendo para o interior. Assim, do litoral à região Agreste Central, as chuvas serão acima da média. No Alto Sertão, as chuvas serão normais, porém, nos municípios que fazem limite com o território Agreste, serão mais elevadas”, explica.

Na terça-feira, desde a madrugada até o início da tarde, o tempo será de chuvas leves em todo o Estado, sendo que elas permanecerão no Alto Sertão sergipano, ficando nublado nos outros sete territórios. A noite o tempo pode ficar nublado no Centro Sul e Sul, com possibilidade de chuvas leves nas demais regiões. As temperaturas mínimas serão de 23°C no litoral e 20°C no interior, e as máximas de 28°C e 27°C, respectivamente.

Município mais frio

Uma das características do inverno, explica Overland, é que as temperaturas começam a declinar a partir dos meses de julho a agosto, e a sensibilidade do frio é bem maior. “Principalmente no Centro-Sul, Agreste ao Alto Sertão, que são regiões com altitude, e a cada 100 metros de altitude se diminui um Grau Celsius. As temperaturas vão cair bastante desde Itabaiana, Frei Paulo, Carira e Glória, mas principalmente no povoado Palmares, em Riachão do Dantas, que está a uma altitude de 400 metros e neste período de julho a agosto as temperaturas mínimas ficam entre 12º e 13º ou até menos com a subida das massas frias”, diz o meteorologista.

Ressaca

O Inverno também pode trazer riscos e é preciso que a população tome cuidado, principalmente nas áreas litorâneas. “Com a chegada da massa fria, que predominantemente vai circular sobre nossa região com movimentos Sul e Sudeste, que por sinal, são ventos muitos fortes e que também circulam sobre o mar, trazem, muitas das vezes, ressaca para a costa sergipana e até risco para as barras principais, desde os rios São Francisco, Sergipe, Japaratuba, Vaza Barris, Real e Fundo, devido a ondas que os ventos trazem para a costa provocando ressaca e erosão ao longo do Litoral. Então, é preciso se precaver contra esses impactos. Os demais são benéficos”, alerta.

Solstício 

O solstício de inverno marca o início da estação que dura até o equinócio da primavera. Nesse momento, uma parte da Terra é menos iluminada pelos raios solares, dando origem a dias mais curtos e noites mais longas. Trata-se da estação do ano mais fria com queda nas temperaturas e, em alguns lugares, precipitação de neve. A palavra “inverno” tem origem no latim hibernu, que significa “tempo hibernal”.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (79) 9.8156-8504

Visitas: 2160185
Usuários Online: 80
Copyright (c) 2022 - Atribuna Cultural - Fundado em 30/03/2001