Sergipe

“ESTÃO FAZENDO A GENTE DE CACHORRO”, DESABAFA MORADORA IDOSA DO PASTINHO

O povoado Pastinho é uma comunidade carente e há muito tempo vem sofrendo com a falta de água.

Publicada em 05/10/21 às 12:25h - 142 visualizações

por Atribuna Cultural


Compartilhe
Compartilhar a notícia “ESTÃO FAZENDO A GENTE DE CACHORRO”, DESABAFA MORADORA IDOSA DO PASTINHO   Compartilhar a notícia “ESTÃO FAZENDO A GENTE DE CACHORRO”, DESABAFA MORADORA IDOSA DO PASTINHO   Compartilhar a notícia “ESTÃO FAZENDO A GENTE DE CACHORRO”, DESABAFA MORADORA IDOSA DO PASTINHO

Link da Notícia:

“ESTÃO FAZENDO A GENTE DE CACHORRO”, DESABAFA MORADORA IDOSA DO PASTINHO
Dona Irá disse que não tem um pingo de água em casa  (Foto: Divulgação)

Uma moradora por nome de dona Irá, que reside na zona rural de Estância, precisamente num povoado por nome de Pastinho, que é tradicional neste município, anda muito chateada com a prefeitura.

Dona Irá, vem sofrendo com a falta d’água na sua comunidade. É uma mulher idosa, e segundo ela, hoje (5), terça-feira, na rádio Esperança FM, disse que não pode se deslocar distâncias para buscar água na fonte, porque não pode mais, devido a sua idade. “Quinta-feira, o carro pipa apareceu por aqui e trouxe 20 mil litros, mas eu não conseguir pegar um litro de água porque ele não passou por minha porta”, reclamou.

O povoado Pastinho é uma comunidade carente e há muito tempo vem sofrendo com a falta de água. De acordo com informação, por lá existe uma caixa d’água, mas as torneiras das residências só vivem sem água. “Estou sem um pingo de água em casa e até agora não tomaram uma providência, disseram ontem (4), que vinham resolver e até agora nada”, disse dona Irá.

A moradora relatou que é uma falta de respeito e consideração por parte da prefeitura de Estância. “Eu não tenho água para beber, e onde colocam água na comunidade é muito distante para eu se deslocar”, destacou.

Dona Irá salientou ainda, que na prefeitura vive um “jogo de empurra”, um jogando o problema para o outro e ninguém resolve a situação da falta d’água no Pastinho. “Dizem que o responsável é Thiago, outro diz que é Júnior, e eu não sei quem é que comanda porque um joga pra cima do outro e outro joga pra cima do outro também, e eu não sei quem é”, desabafou.

Segundo Irá, o carro pipa vive aguando o capim nas praças e deixa de colocar água para ela. “Estão fazendo a gente de cachorro, mas dor de barriga não dar uma vez só, não”, deixou o recado.

A Redação da Tribuna Cultural, por WhatsApp, por volta das 11h37, pediu aos representantes da SECOM de Estância um esclarecimento sobre o referido assunto, porém, até o fechamento da matéria (12h10), não visualizaram a mensagem.

Redação Tribuna Cultural

 

 




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (79) 9.8156-8504

Visitas: 2164300
Usuários Online: 61
Copyright (c) 2022 - Atribuna Cultural - Fundado em 30/03/2001