Sergipe

FALTAM MONITORES PARA CRIANÇAS NO ESPECTRO AUTISTA, DIZ VEREADORA SHEYLA GALBA

Semed afirma que os profissionais de apoio já estão em processo de contratação

Publicada em 27/04/22 às 18:05h - 121 visualizações

por Atribuna Cultural/Fundada em 30 de março de 2001.


Compartilhe
Compartilhar a notícia FALTAM MONITORES PARA CRIANÇAS NO ESPECTRO AUTISTA, DIZ VEREADORA SHEYLA GALBA  Compartilhar a notícia FALTAM MONITORES PARA CRIANÇAS NO ESPECTRO AUTISTA, DIZ VEREADORA SHEYLA GALBA  Compartilhar a notícia FALTAM MONITORES PARA CRIANÇAS NO ESPECTRO AUTISTA, DIZ VEREADORA SHEYLA GALBA

Link da Notícia:

FALTAM MONITORES PARA CRIANÇAS NO ESPECTRO AUTISTA, DIZ VEREADORA SHEYLA GALBA
 (Foto: Divulgação)

A vereadora de Aracaju Sheyla Galba denunciou a falta de monitores para duas crianças no espectro autista que estudam na Escola Municipal Prof. Florentino Menezes, no bairro Mosqueiro, na Zona de Expansão de Aracaju. 

A parlamentar divulgou em suas redes sociais que os pais de dois alunos com Transtorno do Espectro Autista (TEA) entraram em contato para alertar quanto à falta de monitores desde o início do ano, o que impede que essas crianças assistam aulas adequadamente.

Além disso, Sheyla Galba cobra a entrega de unidades no conjunto 17 de Março, no caso, uma creche e uma escola com a obra quase completa.  

“Enquanto isso, não há vagas para estudantes do sexto e do sétimo anos nas escolas da região. Essas crianças precisam ir para escolas em outros bairros. É um transtorno”, argumenta a vereadora. 

Resposta da Secretaria Municipal de Educação (Semed)

A Semed informou, por meio de nota, que dois cuidadores responsáveis pelo público-alvo da educação especial, designados para atuar na Escola Florentino Menezes, já estão em processo de contratação e de entrega de documentos. 

Com relação à nova escola localizada no bairro Santa Maria, a administração municipal informa que houve atraso na finalização da obra em decorrência da pandemia de covid-19. 

Além disso, a pasta aponta o atraso de oito meses nos repasses do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que financia a obra. 

Para a retomada da construção, a Semed afirma que a Prefeitura de Aracaju precisou financiar parte dela, que está em fase de finalização.

 Estagiário sob supervisão da jornalista Monica Pinto

F5 News




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (79) 9.8156-8504

Visitas: 2160200
Usuários Online: 79
Copyright (c) 2022 - Atribuna Cultural - Fundado em 30/03/2001