Esporte

TÉCNICO ALLAN AAL COMENTA VITÓRIA SOBRE O BOTAFOGO E DESTACA FORÇA DA BOLA PARADA DO CRB: "TEMOS EXCELENTES BATEDORES"

Galo bate o Alvinegro, mantém invencibilidade no Rei Pelé e entra no G-4 do Brasileiro

Publicada em 07/07/21 às 09:38h - 205 visualizações

por Redação do ge — Maceió


Compartilhe
Compartilhar a notícia TÉCNICO ALLAN AAL COMENTA VITÓRIA SOBRE O BOTAFOGO E DESTACA FORÇA DA BOLA PARADA DO CRB: \  Compartilhar a notícia TÉCNICO ALLAN AAL COMENTA VITÓRIA SOBRE O BOTAFOGO E DESTACA FORÇA DA BOLA PARADA DO CRB: \  Compartilhar a notícia TÉCNICO ALLAN AAL COMENTA VITÓRIA SOBRE O BOTAFOGO E DESTACA FORÇA DA BOLA PARADA DO CRB: \

Link da Notícia:

TÉCNICO ALLAN AAL COMENTA VITÓRIA SOBRE O BOTAFOGO E DESTACA FORÇA DA BOLA PARADA DO CRB:
 (Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas)
A vitória de virada do CRB sobre o Botafogo, por 2 a 1, mostrou a força do time no Rei Pelé. Após a partida, o técnico Allan Aal comentou mais um resultado positivo em Maceió.
Para o treinador, o CRB soube virar o placar e garantir a quarta vitória em casa em seis jogos.

- No primeiro tempo, oscilamos muito, sentimos algumas situações que precisávamos mudar, em relação um pouco da nossa questão tática e em relação a peças. No segundo tempo as coisas fluíram, a gente conseguiu competir mais, ter mais agressividade e, consequentemente, conseguiu virar o jogo. Isso dá muita moral para os atletas, dá muita confiança no que eles vêm fazendo... O rendimento vem sendo cada vez maior, a gente já consegue ter uma variação tática maior e o mais importante é envolver todo o elenco no trabalho, nos jogos, sabendo que todo mundo, a qualquer momento, pode ter uma oportunidade quando ela aparecer, como aconteceu hoje.

O gol da virada do CRB saiu na bola parada. Renan Bressan bateu o escanteio e Marthã apareceu livre entre os zagueiros para colocar o Galo em vantagem no placar. Allan Aal comentou esse tipo de jogada.

- É um trabalho que a gente vem fazendo quase que diariamente, um trabalho que não exige tanto a parte física dos jogadores, então a gente consegue dar uma atenção maior, no momento de recuperação de um jogo pra outro. O CRB tem excelentes batedores. Temos o Diego Torres, o Bressan, o Erik, o Alisson, tanto com o pé direito como o pés esquerdo, temos excelentes batedores e temos jogadores que agridem bem essa bola... Essa movimentação dos atletas atraiu um pouco o adversário (no gol de Marthã) e ter essa entrada como um homem surpresa foi fundamental hoje. A gente ainda precisa melhorar algumas situações da bola parada lateral, mas com o tempo vai melhorando.

Saída do Diego Torres no intervalo

- Foi uma mudança tática, mudança da nossa maneira de jogar. Eu acho que estava se sentindo sobrecarregado também em alguns momentos fisicamente, vem de uma sequência de jogos, é pra isso que a gente tem o elenco. E a gente fica muito feliz que no intervalo ele e os outros já foram pra lá, torcer pelos companheiros, não existe vaidade, o que existe é uma competitividade muito grande entre eles mesmos e que eu tenho a obrigação de alimentar.

Qualidade do elenco

- Jogador aí que está no elenco tem condições de dar o seu melhor, de mostrar o seu trabalho e, da minha parte, em todas as equipes que eu trabalhei sempre valorizei o elenco. Eu citei o exemplo do Cuiabá no ano passado, que nós conseguimos subir com a maior parte dos jogos vencendo no segundo tempo e envolvendo todo mundo do elenco. A Série B é uma competição muito desgastante, muito difícil, e a gente continua atento ao mercado, a gente sempre conversa com a diretoria, o elenco sempre está aberto. Obviamente que a gente prioriza algumas posições, mas sabe que qualidade nunca é demais e eu prefiro ter a dor de cabeça de ter que escalar um ou outro jogador do que a gente ter aí um elenco reduzido e sem qualidade pra que a gente possa, como aconteceu hoje no intervalo, alterar a nossa maneira de jogar.

A vitória se deve ao Allan Aal?

- Eu parto do princípio de que, quando a gente perde, não perde um só e, quando ganha, não ganha um só. Obviamente que a responsabilidade maior é a minha das tomadas de decisões, mas se você não tem um grupo comprometido, trabalhando diariamente, como é o nosso grupo, e sem vaidade nenhuma, os três atletas que foram substituídos estavam lá no banco torcendo pelos companheiros... Então isso faz a diferença. Isso é o lado humano da coisa que eu procuro sempre direcionar pra eles. Nós vamos errar ou eles vão errar dentro de campo, mas nunca vamos fazer isso com maldade ou sem hombridade de olhar olho no olho. O jogador precisa ter esse entendimento, isso é fundamental. Todo grupo está de parabéns até agora, a gente ainda vai evoluir, tem espaço para evoluir e eu fico feliz que a gente conseguiu a vitória, mas não só pelas minhas mexidas, pela postura que o elenco vem tendo até agora comigo. Eu tenho certeza que vai ser cada vez maior a evolução.

Opções de homem referência

- Uma dor de cabeça muito boa. Nós temos aí o Alan James, o próprio Vitor, o Nicolas, são jogadores que têm uma característica de força física, mas também com maior mobilidade, e isso é importante. A gente vai criar essa competitividade positiva no elenco e dar oportunidade a todos eles para que possam dar a resposta que a gente espera, como foi dada hoje.

Com a vitória, o Galo chegou a 17 pontos e entrou no G-4 do Brasileiro, agora é o quarto colocado. Aguarda o fechamento da rodada para saber em que lugar ficará na tabela.

O próximo desafio do CRB será contra o Guarani, terça-feira, às 19h, no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (79) 9.8156-8504

Visitas: 2160148
Usuários Online: 83
Copyright (c) 2022 - Atribuna Cultural - Fundado em 30/03/2001