noticias Seja bem vindo ao nosso site TRIBUNA CULTURAL!

Mundo

ONU DIVULGA RASCUNHO DO TRATADO GLOBAL DE PLÁSTICOS PARA DEBATE EM NOVEMBRO

Texto prevê lançamento de campanha internacional para conter poluição nos oceanos até 2024

Publicada em 18/09/23 às 08:23h - 60 visualizações

Camila Stucaluc


Compartilhe
Compartilhar a noticia ONU DIVULGA RASCUNHO DO TRATADO GLOBAL DE PLÁSTICOS PARA DEBATE EM NOVEMBRO  Compartilhar a noticia ONU DIVULGA RASCUNHO DO TRATADO GLOBAL DE PLÁSTICOS PARA DEBATE EM NOVEMBRO  Compartilhar a noticia ONU DIVULGA RASCUNHO DO TRATADO GLOBAL DE PLÁSTICOS PARA DEBATE EM NOVEMBRO

Link da Notícia:

ONU DIVULGA RASCUNHO DO TRATADO GLOBAL DE PLÁSTICOS PARA DEBATE EM NOVEMBRO
 (Foto: Divulgação)

O Programa das Nações Unidas Para o Meio Ambiente (Pnuma) divulgou o rascunho do Tratado Global de Plásticos. O texto, que visa conter a poluição plástica, será discutido por mais de 175 países no Quênia, entre os dias 13 a 19 de novembro. Esta será a terceira rodada de negociações para a criação da iniciativa, prevista para o final de 2024. 

A primeira resolução do tratado foi aprovada em março de 2022, durante sessão da Assembleia do Meio Ambiente das Nações Unidas. O documento, juridicamente vinculativo, aborda o ciclo de vida completo do plástico - calculado em 400 anos -, necessário para enfrentar a crescente crise de poluição pelo material, sobretudo nos oceanos.

Segundo o Pnuma, a humanidade produz cerca de 460 milhões de toneladas de plástico anualmente, sendo que 50% é usada apenas uma só vez e descartada. Do total de plástico produzido, 19 a 23 milhões de toneladas de resíduos chegam aos ecossistemas aquáticos, poluindo lagos, rios e oceanos, e impactando no habitat de aves e animais marinhos.

"Embora tenha havido progresso no combate à poluição plástica, os compromissos dos governos e das indústrias não são suficientes. Para enfrentar a crise da poluição plástica e proteger a biodiversidade global, precisamos com urgência de uma mudança sistêmica", disse a entidade.

Graham Forbes, líder da campanha global de plásticos do Greenpeace EUA, aponta que, para funcionar, o tratado deve reduzir a produção de plástico em pelo menos 75%, garantindo que a temperatura do planeta permaneça abaixo de 1,5°C. O desincentivo à exploração de petróleo e gás, usados como matéria-prima, também é crucial para conter a produção desenfreada do produto.

Forbes cita ainda a importância de responsabilizar as empresas que lucram com a poluição plástica, forçando que as marcas invistam em modelos de reutilização e reabastecimento. Ele também cita que o texto deve apresentar ações e metas para serem cumpridas pelos países com base no respeito aos direitos humanos e foco na redução das desigualdades.

 




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (79) 9.8156-8504

Visitas: 3117476
Usuários Online: 24
Copyright (c) 2024 - TRIBUNA CULTURAL - Fundado em 30/03/2001
Converse conosco pelo Whatsapp!