Política

PT EM SERGIPE NÃO QUER LANÇAR CHAPA MAJORITÁRIA PURO SANGUE, ACENA PARA COMPOSIÇÃO COM PSB E VALADARES PARA O SENADO

Publicada em 09/10/21 às 08:57h - 96 visualizações

por Faxaju


Compartilhe
Compartilhar a notícia PT EM SERGIPE NÃO QUER LANÇAR CHAPA MAJORITÁRIA PURO SANGUE, ACENA PARA COMPOSIÇÃO COM PSB E VALADARES PARA O SENADO  Compartilhar a notícia PT EM SERGIPE NÃO QUER LANÇAR CHAPA MAJORITÁRIA PURO SANGUE, ACENA PARA COMPOSIÇÃO COM PSB E VALADARES PARA O SENADO  Compartilhar a notícia PT EM SERGIPE NÃO QUER LANÇAR CHAPA MAJORITÁRIA PURO SANGUE, ACENA PARA COMPOSIÇÃO COM PSB E VALADARES PARA O SENADO

Link da Notícia:

PT EM SERGIPE NÃO QUER LANÇAR CHAPA MAJORITÁRIA PURO SANGUE, ACENA PARA COMPOSIÇÃO COM PSB E VALADARES PARA O SENADO
 (Foto: Divulgação)
O presidente do Diretório Estadual do PT/SE, deputado federal João Daniel, em nota divulgada nesta sexta-feira (08) avisa que o Partido dos Trabalhadores em Sergipe em suas instâncias, Executiva e Diretório, autorizou o senador Rogério Carvalho como pré-candidato a governador do estado de Sergipe.

Acrescentou que “Rogério também recebeu autorização das instâncias para fazer um debate de composição para chapa majoritária, para uma atuação ampla dos setores democráticos e reafirmamos que as candidaturas a vice-governador e senador serão construídas com partidos nesta aliança”.

João Daniel reafirma o “nosso compromisso de debater em todas as regiões do estado, contando com a participação de lideranças políticas, dos movimentos populares e sindical, com a realização de um amplo debate sobre o momento atual no Brasil e em Sergipe para a construção de um projeto popular”.

O Diretório Municipal do PT, através do seu presidente Jefferson Lima, já havia emitido nota na quinta-feira (07), em que também defende uma chapa majoritária com o senador Rogério Carvalho a governador, mas que os candidatos a vice e ao Senado saiam de composições com legendas que façam composição com o PT, para que seja ampliada a estrutura do bloco à esquerda no Estado.

O Secretário Estadual de Organização do PT, Rubens Júnior, publicou no mesmo dia uma resposta ao Diretório Municipal, informando que o posicionamento apresentado na nota do Diretório Municipal “se trata de uma opinião pessoal do presidente Jefferson Lima”.

Acrescentou, que a direção municipal não se reuniu para deliberar sobre o tema eleições 2022 e que a “instância que discutirá sobre isso será a Executiva e Diretório Estadual do PT, conforme o calendário nacional do partido”.

A questão maior é que uma parte de filiados ao PT estão desejando a formação de uma chapa “puro sangue”, em que o candidato ao Senado seja o ex-deputado federal Marcio Macedo. Alegam, que há necessidade de fortalecer o Congresso com políticos ligados ao ex-presidente Lula, na expectativa de que ele seja reeleito e tenha um parlamento forte e coeso com o seu projeto de mudanças para o País.

A princípio, Marcio Macedo deixava passar a impressão que disputaria vaga a Deputado Federal, ao lado de nomes como o do deputado João Daniel e da vice-governadora Eliane Aquino. Ultimamente tem mostrado interesse em integrar a chapa majoritária disputando o Senado, mas a Direção Estadual do PT já abriu o diálogo com Márcio e tenta convencê-lo a manter sua candidatura a deputado federal.

O Partido dos Trabalhadores está conversando com partido do centro esquerda, entre eles o PSB, para fazer uma composição em Sergipe. A tendência é que o ex-senador Antônio Carlos Valadares, pela sua história e experiência, seja nome para disputar o Senado Federal, na chapa liderada por Rogério Carvalho. Embora ainda haja chance do ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL), ser o nome para o Senado, isso ainda remotamente.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (79) 9.8156-8504

Visitas: 2149240
Usuários Online: 20
Copyright (c) 2022 - Atribuna Cultural - Fundado em 30/03/2001