Política

ZEZINHO SOBRAL: “O SUS É UMA GRANDE SOLUÇÃO E UM EXEMPLO PARA O MUNDO”

Deputado discute ações para o fortalecimento do SUS com conselheiros de Saúde de Sergipe e demais estados do nordeste

Publicada em 13/04/22 às 08:46h - 30 visualizações

por Deputado Estadual Zezinho Sobral


Compartilhe
Compartilhar a notícia ZEZINHO SOBRAL: “O SUS É UMA GRANDE SOLUÇÃO E UM EXEMPLO PARA O MUNDO”  Compartilhar a notícia ZEZINHO SOBRAL: “O SUS É UMA GRANDE SOLUÇÃO E UM EXEMPLO PARA O MUNDO”  Compartilhar a notícia ZEZINHO SOBRAL: “O SUS É UMA GRANDE SOLUÇÃO E UM EXEMPLO PARA O MUNDO”

Link da Notícia:

ZEZINHO SOBRAL: “O SUS É UMA GRANDE SOLUÇÃO E UM EXEMPLO PARA O MUNDO”
 (Foto: Deputado Estadual Zezinho Sobral)

O deputado estadual Zezinho Sobral (PDT) reuniu-se com conselheiros municipais e estaduais de saúde dos nove estados do Nordeste nesta terça-feira, 12, para debater ações de fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) em Sergipe e no Brasil. A etapa aracajuana do 6º Encontro de Mesas Diretoras dos Conselhos de Saúde do Nordeste aconteceu no auditório da Escola Municipal Presidente Vargas, no bairro Siqueira Campos, e teve como objetivo analisar e propor estratégias de políticas públicas para os avanços do SUS e do controle social.

“O SUS é fraterno e é destinado para que todos sejam assistidos. Salva vidas é de todos! O que seria da nossa gente se não fosse o SUS? Ele é resolutivo! Conheço bem as dificuldades, os problemas causados pela judicialização, a interface e importância da soma de esforços para garantir a assistência ao usuário do SUS, o maior plano de saúde do Brasil e do mundo. A saúde é tripartite, ou seja, as responsabilidades divididas entre o Município, Estado e a União. Acredito na importância do diálogo e do papel fundamental de todos os conselheiros de saúde para aprimorar o sistema”, destacou Zezinho Sobral, que foi secretário de Estado da Saúde de Sergipe e teve uma gestão marcada por avanços estruturais, logísticos, implantação de protocolos assistenciais, transparência e resolutividade para que a população tivesse a garantia do acesso à Rede Estadual de Saúde.

“Acredito que o SUS é uma grande solução e um exemplo para o mundo. Quando estive gestor, foi um período de muito aprendizado e engajamento com toda equipe técnica, respeito e amplo diálogo, especialmente com os conselheiros, que são fundamentais para agregar e aprimorar o sistema. A responsabilidade é muito grande. Sou um devoto e um defensor do SUS. Nosso mandato está à disposição e uso as habilidades e os ensinamentos que obtive na gestão da saúde para contribuir nos avanços e no que for preciso para que todos os sergipanos tenham atendimento e os profissionais sejam cada vez mais valorizados. Trabalho para melhorar a vida das pessoas”, complementou.

O encontro contou com a presença da secretária de Estado da Saúde e presidente do Conselho Estadual de Saúde, Mércia Feitosa, a secretária da Saúde de Aracaju e vice-presidente do Conselho Municipal, Waneska Barbosa, o presidente Augusto Couto, a primeira secretária Núbia Santana, profissionais da saúde e conselheiros de Sergipe e outros estados.

Dentre painéis debatidos, estavam “A importância dos conselhos locais na construção e efetivação dos Conselhos de Saúde”, “Autonomia e independência financeira dos Conselhos de Saúde”, “O conceito das minorias sociais e o papel do estado na consolidação de igualdade e da equidade”, “Os entraves dos Conselhos de Saúde e as consequências da autonomia do controle social” e “O papel das conferências de saúde nos planos e os avanços no SUS”.

O deputado Zezinho Sobral também foi palestrante no evento e apresentou o tema ‘Análise dos impactos e agravos na conjuntura nacional em tempos de pandemia”, e falou da importância do Programa Nacional de Imunizações (PNI), da qualificação das equipes, os protocolos estabelecidos para o enfrentamento da pandemia do coronavírus, avanços na abertura de leitos de UTI, práticas inovadoras, gestão de crise, quebra de paradigmas, recursos, resultados e muito mais.

“Já precisávamos antes e precisamos avançar mais. A pandemia nos deu lições que temos aplicar para o futuro e não comprometer o sistema, principalmente o de média e alta complexidade. Neste momento pós-pandêmico, esse tema importante precisa ser debatido nos conselhos. É preciso distensionar o sistema e permitir que mais vidas sejam salvas. Precisamos ter avaliações de impacto, avançar em ações para diagnóstico precoce com centro de imagens e de especialidades eficientes, reduzir custos e avançar na prevenção. Estou à disposição do controle social e dos conselhos para aprimorar o diálogo e levar as demandas, debater e expor políticas públicas que precisam ser construídas para melhor gerir esses sistema tão essencial que é o SUS”, pontuou, ressaltando que a politização da saúde foi e ainda é um dos grandes gargalos que precisam ser vencidos.

“Quem propaga fake news e politiza a pandemia não se preocupa com o próximo”, reforçou.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (79) 9.8156-8504

Visitas: 2160017
Usuários Online: 77
Copyright (c) 2022 - Atribuna Cultural - Fundado em 30/03/2001